Kong: A Ilha da Caveira é um reboot da franquia de King Kong lançado em 2017. O filme é o segundo da cronologia MonsterVerse e em sua cena pós-créditos dá o gancho para o esperado confronto de Godzilla vs. Kong.

Enredo

A ficção científica se passa em 1973, quando o governo estadunidense envia uma expedição para mapear a Ilha da Caveira, onde anos antes dois pilotos de caça haviam caído. A equipe é liderada pelo Tenente Coronel Preston Packard (Samuel L. Jackson) e guiada pelo ex-capitão britânico James Conrad (Tom Hiddleston). Ela também é composta pela fotógrafa antiguerra Mason Weaver (Brie Larson) e outros soldados e cientistas.

O conflito em Kong: A Ilha da Caveira se inicia logo no início quando parte dos helicópteros é abatida por uma espécie de gorila gigantesco e a equipe se divide pela ilha. Então os sobreviventes começam uma série de descobertas: que na verdade a expedição foi arquitetada por uma organização secreta do governo com segundas intenções e que existem outras criaturas mais perigosas que o Kong vivendo no subterrâneo da ilha. A partir daí a jornada deles se divide entre tentar escapar com vida e lidar com as ideias divergentes a respeito do Kong.

Por ser um filme baseado em uma produção de sucesso, como foi King Kong (1933) e também o remake recente King Kong (2005), as comparações são fundamentais. Além das evoluções óbvias em tecnologia (apesar de os efeitos especiais do filme de Peter Jackson não ficarem muito atrás do atual), as maiores diferenças se deram na apresentação dos personagens e na construção da trama. O filme foi um grande sucesso, e realmente não é fácil apontar um defeito óbvio, apesar de não ser tão inovador em vista da fama passada do personagem. Um destaque nesse aspecto seriam as cenas de luta protagonizadas pelo gorila contra seu alvo, a Criatura da Caveira.

O Kong de 2017 se mostra menos monstro e mais deus. Essa característica divina é reforçada ao longo de Kong: A Ilha da Caveira, através da relação de entre os indígenas da ilha, o Kong e as Criaturas da Caveira. O nativos tratam o gorila com reverência, e o embate entre a espécie dele e a das criaturas é uma história contada há muito tempo. Com isso, o roteiro foi capaz de criar um propósito mais marcado para a figura do Kong e trazer-lhe importância.

Outro aspecto remodelado é o papel principal feminino, representado aqui pela vencedora do Oscar Brie Larson, que sempre teve destaque na história desde o príncipio em 1933. Dessa vez constrói uma personagem mais forte e independente, também por não se tratar mais de uma equipe amadora, mas de um contexto militar e, portanto, a heroína precisar ser mais do que um rostinho bonito.

Elenco e Personagens

Kong: A Ilha da Caveira investiu em um elenco importante, trazendo grandes nomes como Samuel L. Jackson, familiar com papéis de autoridade, muitas vezes militares e do governo; o britânico Tom Hiddleston desempenhando o papel do ex-capitão inglês; e John C. Reilly no personagem de Hank Marlow; além de Brie Larson, que já foi referida.

Direção e Fotografia

Na direção está Jordan Vogt-Roberts (Metal Gear Solid). O diretor comentou em entrevista ao Entertainment Weekly que pretendia manter a iconicidade de Kong, mas adicionando elementos modernos. Assim conferindo a nova postura de deus sem perder a bagagem que o personagem já carrega.

Larry Fong (Batman vs. Superman) é quem dirige a fotografia. Fong já tem experiência com outros filmes de ficção científica cheios de efeitos especiais, e isso se mostra relevante no ótimo trabalho entregue em Kong: A Ilha da Caveira.

Cenografia e Figurinos

Os locais de filmagem passaram por Vietnã, Havaí e Austrália, para registrar as cenas de paisagem e florestas da ilha. Para o figurino, foram recorrentes uniformes e caracterização militares, como armas, além de elementos para adequar a história à sua época, como a câmera de Weaver e os rádios.

Universo Compartilhado

Kong: A Ilha da Caveira faz parte de um universo ficcional compartilhado conhecido como MonsterVerse, que é protagonizado pelos monstros Godzilla e King Kong. Os filmes da franquia são distribuídos pela Warner Bros. e produzidos pela Legendary Entertainment em parceria com a Toho.

A cronologia do universo começou com o primeiro filme, lançado em 2014, Godzilla. Ele foi um reinício da franquia Godzilla assim como Kong: A llha da Caveira (2017) foi da franquia King Kong. Em seguida, foi lançado Godzilla: O Rei dos Monstros em 2019, e para concluir a franquia, falta Godzilla vs. Kong, que está em fase de pós-produção e deve ser exibido ainda esse ano.

E aí? Ansioso para a sequência de Kong: A Ilha da Caveira? Conte pra nós nos comentários!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.