A produção argentina La Misma Sangre chegou à plataforma da Netflix em 2019. A obra é uma mistura de drama familiar e investigação policial e conta com o ilustre Oscar Martínez em seu elenco.

Enredo de La Misma Sangre

La Misma Sangre conta a história de uma família que sofre uma perda muito grande, a de sua matriarca. Isso tudo através de um acidente. No entanto, o genro dela, Santiago (Diego Velázquez), começa a desconfiar da possibilidade de ela ter sido assassinada pelo próprio marido, Elias (Oscar Martínez). Nisso, ele torna explícita a sua desconfiança para sua mulher, Carla (Dolores Fonzi), e é então que começamos a ver como a relação não só deles, mas de toda a família é conturbada.

É bem inteligente como o roteiro consegue nos envolver na trama e nos fazer questionar o tempo todo se realmente sabemos o que aconteceu. Você pode iniciar o filme com uma dedução e se surpreender completamente ao longo dele. Além disso, também conseguimos ver como todo o drama familiar inserido na história se desenvolve em paralelo com a investigação do possível assassinato da matriarca.

Elenco e Personagens

Aqui está um ponto que infelizmente temos um erro, que é a construção dos personagens. Eles são entediantes, às vezes. Não é o tempo todo e não são personagens completamente mal desenvolvidos, mas fica a sensação de que falta algo. Portanto, a relação de envolvimento do público fica toda com a história, porque os personagens parecem um pouco distantes. Não há aquela famosa empatia do público com eles ao ponto de nos importamos realmente com o que vai acontecer ou não. Portanto, é um erro bem ruim uma vez que não temos só um filme de investigação, ele também traz drama.

Já as atuações são todas muito bem feitas e de muita competência. Oscar sem dúvidas traz um Elias intrigante, mesmo sendo um personagem claramente mais frio. E o restante do elenco também consegue passar bem as emoções, apesar do problema do roteiro.

Direção e Fotografia de La Misma Sangre

A direção da obra nos coloca em posse de vários pontos de vista de um mesmo acontecimento, várias vezes, o que, sem dúvidas, foi genial por parte de Miguel Cohan. Afinal, assim conseguimos mais “provas” para montar a nossa própria investigação. Ou pelo menos acharmos que estamos em posse de todos os fatos.

A fotografia é aquela mais típica de produções de suspense e drama. Portanto, temos cenas mais amareladas e um pouco opacas e escuras. Isso ajuda a criar um clima mais soturno no longa.

Cenografia e Figurinos

Por fim, cenografia e figurinos são elementos cujo comentário é dispensável, pois trazem elementos mais “normais”. As roupas são contemporâneas e as locações são casas, fazendas, entre outros ambientes normais frequentados pelos personagens.

E então, você já assistiu à La Misma Sangre? Conta pra gente o que achou!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.