Little Fires Everywhere é uma minissérie da Hulu inspirada no livro homônimo de Celeste Ng. Lançada entre os meses de março e abril, seus oito episódios estão agora disponíveis no Amazon Prime Video.

Confira o trailer:

Enredo

Ambientada na Shaker Heights dos anos 90, duas famílias de criações e personalidades diferentes se encontram e as faíscas serão inevitáveis quando a perfeita Elena aluga sua casa de hóspedes à enigmática Mia e sua filha adolescente. Os quatro filhos de Elena se encantam pelas novas moradoras, mas a vida de todos está prestes a ser completamente desestruturada.

A trama é extremamente atual e traz diversas críticas ao racismo e privilégio branco, ao American Way of Life e ao controle maternal, sem deixar de abordar temas como aborto, abandono, mentiras, triângulos amorosos e as diferenças entre gerações, tudo com um grande sentimentalismo que transborda e até exagera, sem respiros, sem alívios cômicos, somente soco atrás de soco.

Little Fires Everywhere não quer fazer carinho, não quer confortar. Little Fires Everywhere quer abrir os olhos do seu espectador para problemas maiores. Atentá-los para interpretações menos superficiais. Puxá-los para camadas muito mais profundas de que o mundo não é perfeito. Ninguém é perfeito, nem mesmo a própria série. 

Elenco e Personagens

Elena Richardson é uma mulher rica, mãe de quatro filhos, e vive em sua bolha de privilégio branco, usando suas conexões e poder para conseguir o que quiser. Mia Warren é uma mulher negra e mãe solteira, tudo o que ela tem é sua filha e sua arte.

Veja Também!  Ficha Técnica | Eu, tu e ela - 5ª temporada (Original Netflix)

As duas automaticamente não se dão bem, expondo o racismo e o medo que as permeiam, mas há algo que as duas compartilham sem saber: a possessividade por seus filhos e o quanto, sem perceber, pecam ao tratá-los como um reflexo de si e não um ser independente, embora cada qual o faça a sua maneira.

Os adolescentes, crescendo em meio a isso, revelam seus problemas: insatisfeitos com suas próprias condições de vidas, esses jovens são divididos entre aqueles que sofrem em silêncio e os que se rebelam, mas são unificados pelo sentimento de destruição que os corrompe diariamente, ainda que pelos mais diversos motivos.

Bebe Chow entra em cena trazendo um novo enfoque narrativo, apresentando o racismo também do ponto de vista de uma asiática imigrante. Interpretada por Lu Huang, pode até ser secundária, mas sua história ganha importância primordial para Little Fires Everywhere e todos os personagens que a cercam.

Resenha | Little Fires Everywhere (1ª Temporada)

As atuações são quase teatrais de tão dramáticas, principalmente quando falamos de Kerry Washington, muito semelhante ao seu histórico em American Son, enquanto Reese Witherspoon já entrega uma performance mais recatada, até mesmo pelas características de sua personagem, contrastando suas diferenças, aumentando o conflito de classe e raça e intensificando o discurso crítico da narrativa.

Direção e Fotografia

Lynn Shelton, Michael Weaver e Nzingha Stewart dividem a direção dos episódios, cada qual escrito por um roteirista diferente, mas igualmente melodramáticos, quase a um nível novelesco: cortes bruscos e transições despreocupadas são frequentes, quase como se não se interessem pela estética da obra, mas na verdade remetendo às produções dos anos 90, levando o público de volta às edições menos ousadas. O roteiro e as atuações são mais importantes.

Veja Também!  Run | Sarah Paulson estrela novo suspense, assista ao trailer

Mesmo assim, a fotografia ainda apresenta uns bons pontos de escolhas de ângulos e brincadeiras com luzes, com câmeras que atravessam janelas e nos permitem ter uma visão superior do mundo (não como um deus que tudo vê e manda, mas como uma indefesa em sua torre) ou até mesmo de cenas iluminadas a fogo, que por si só já é uma grande referência ao próprio título da minissérie, Little Fires Everywhere (Pequenos Incêndios Por Toda a Parte).

Cenografia e Figurinos

Esses dois aspectos são essenciais para construírem as diferenças entre as personagens de Reese e Kerry, conforme suas casas e vestimentas são os perfeitos opostos, tal como sua cor, origem, personalidade e visão de mundo.

Resenha | Little Fires Everywhere (1ª Temporada)

Tudo na casa dos Richardson lembra o de bom e de melhor, é a perfeita definição de uma família de classe média que, se um dia foi pobre, prefere não se lembrar mais disso e viver no luxo de móveis exorbitantes e de muito bom gosto. Mas será que todos na casa pensam igual Elena, ou essa classe é muito sufocante para jovens que possuem tudo, menos uma identidade própria?

Veja Também!  Ficha Técnica | Um Rapaz Adequado - 1ª Temporada (Original Netflix)

Em contracena, as duas Warren vivem de mobílias que pegaram na rua e mesmo assim mantém a casa espaçosa, quase que inacabada, como se estivessem prestes a sair a qualquer momento, transformando sua casa em um personagem que também ganha unidade de ação. O lema de Mia é ter somente o suficiente, mas será o suficiente também para uma adolescente que quer o mundo?

Vai ter segunda temporada?

Apesar da série ter se dado muito bem com a crítica e com a audiência, uma segunda temporada não é esperada. Toda a narrativa já foi apresentada ao longo destes oito episódios, e mesmo o livro de Celest Ng se encerra no mesmo ponto. Portanto, qualquer ultrapassagem para novos capítulos e temporadas pode ser um risco muito grande que, sinceramente, não vale a pena ser tomado.

Little Fires Everywhere foi pensada para ter somente uma temporada, se desenvolveu muito bem dessa forma e, assim, dispensa uma continuação. Por mais triste que seja aos fãs.

E você, já viu a série? Conta pra gente nos comentários o que achou!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.