Me Tira Daqui (So Not Worth It), nova série coreana de comédia lançada pela Netflix, é uma sit-com bem tradicional e divertida, mas repleta de diversidade e elenco estrelado. Apesar dessa chamada chamativa, será que vale a pena assistir?

Enredo

Uma universidade de Seul recebe alunos de todos os cantos do mundo, e os estudantes de intercâmbio recebem o direito de viver no dormitório internacional. Mais do que um local de descanso e interação, o dormitório colorido e barulhento se transforma no cenário perfeito para vivenciar novas amizades, romances, intrigas e muitos problemas.

Sewan é coreana e a responsável pelo dormitório, onde supervisiona aluno como Jamie, Sam, Minnie, Hyunmin, Terris, Carson e Hans, todos de personalidade diferentes, mas que de alguma forma estranha acabam tendo uma ótima química.

A produção de comédia é no maior estilo sit-com, com direito aos sacos de risadas (embora esses nem sempre caiam nos melhores momentos), episódios curtos e tramas cotidianas fáceis de se identificar, o que a torna mais próxima do espectador. Para os fãs de k-dramas, referências aos sucessos Goblin e Everybody Say Kimchi são esperadas.

Resenha | Me Tira Daqui – 1ª temporada

Elenco e Personagens

O grande diferencial de Me Tira Daqui é a diversidade no elenco, algo que raramente é visto nas séries coreanas. Por se tratar de um ambiente onde jovens do mundo todo se cruzam, a Netflix foi muito certeira em trazer essa representatividade em seu elenco.

O time conta com alguns nomes já bem conhecidos do público, como os idols de k-pop Choi Youngjae e a Minnie, dos grupos GOT7 e (G)I-DLE, respectivamente, além do modelo e apresentador Han Hyunmin, um dos poucos coreanos negros sob os holofotes da Hallyu.

O destaque para o elenco, entretanto, fica com a americana Carson Allen, que já apareceu em diversos dramas coreanos com papéis pequenos e, agora, finalmente recebe a atenção que merece por seu talento e carisma, com uma personagem que fará com que os espectadores se identifiquem.

A personagem Minnie é divertida, mas cai muito no estereótipo do “koreaboo” e algumas de suas atitudes ultrapassam a linha tênue entre o divertido e a vergonha alheia, mas o carisma natural da intérprete de mesmo nome impede que a personagem se torne irritante por essa falha de roteiro.

Resenha | Me Tira Daqui – 1ª temporada

Direção e Fotografia

Visualmente falando, a direção é impecável: como toda boa sit-com, a série tem uma pegada bem intimista, posicionando a câmera de modo que faça o espectador e sentir como parte da cena, como se estivéssemos lá prestigiando de perto, como se fossemos um deles, e essa imersão é incrível.

No entanto, como já dito acima, os sacos de risada foram um pouco demais: principalmente no primeiro episódio, os efeitos de áudio parecem um pouco exagerados, como se para fazer o espectador notar sua presença, mas realmente ultrapassando dos limites ao ponto de ficar um pouco chato. No entanto, também não demora muito para se acostumar com eles, e até o final da temporada eles quase passam despercebidos em meio aos risos do próprio espectador.

Resenha | Me Tira Daqui – 1ª temporada

Cenografia e Figurinos

O principal cenário de Me Tira Daqui é o dormitório. A sala comunal é ampla e bastante colorida e, de certo modo, acaba lembrando Friends: embora tenha vários lugares para os personagens explorarem, eles sempre ficam no mesmo sofá, como se aquele espaço já fosse reservado para eles. Também podemos ver um pouco dos quartos dos personagens, e o cantinho de cada um deles nos ajuda a entender melhor sua personalidade e seus gostos.

Hyunmin, que começa o drama ao som de Not Shy, do ITZY, se mostra ser um grande k-popper ao trazer um pôster do CLC perto de sua cama — o que fica ainda mais interessante quanto a integrante Yujin faz uma ponta como sua irmã na série. O dormitório do Sam também tem um pôster do GOT7, grupo qual o ator Youngjae faz parte, e perceber esses detalhes deixa o coração dos fãs de k-pop quentinho.

Os figurinos também demonstram muito da personalidade dos personagens: um grande contraste, por exemplo, é entre a desajeitada Carson, sempre em roupas confortáveis, sujas e amassadas, e a patricinha Minnie, arrumada da cabeça aos pés e sempre ostentando uma nova cor de cabelo.

Assim como a diversidade dos penteados da Minnie, Me Tira Daqui conquista pela variedade de personalidades em cena, o que é feito com exímia perfeição ao tê-los em grande harmonia, em vez de disputando pelo protagonismo. Vale a pena conferir!

E você, o que achou de Me Tira Daqui? Conta pra gente nos comentários!


Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.