Não assistimos a comédias românticas esperando nos surpreender, isso é fato. Afinal, a grande maioria segue uma fórmula já pronta e tem finais previsíveis. Quando assistimos a esse tipo de filme, queremos ver a conexão entre os personagens e a capacidade que a produção do longa teve de nos fazer sentir envolvidos com a trama. Meu Eterno Talvez não foge nem um pouco dessa regra, muito pelo contrário.

O original Netflix traz um elenco bem representativo, contando com personagens asiático-americanos em sua maioria, inclusive, os dois protagonistas são de origens orientais. E, bom, a trama é focada em dois melhores amigos de infância, Sasha Tran (Ali Wong) e Marcus Kim (Randall Park). Quando na adolescência, no último ano de colegial, passam por um episódio traumático que faz com que finalmente demonstrem seus sentimentos um pelo outro. Após isso, tudo fica muito esquisito entre os dois.

Veja Também!  Ficha Técnica | Chefe de Gabinete – 2ª Temporada (Original Netflix)

Sasha muda-se de São Francisco e passa a ser uma chefe de cozinha de muito sucesso. Por outro lado, temos Marcus permanecendo na mesma cidade, mesma casa e em um trabalho que o faz se sentir medíocre. Quando Tran volta à cidade para abrir um restaurante novo, reencontra o amigo de longa data, mas agora ela está noiva e tudo é ainda mais esquisito entre os dois.

Quando Sasha tem seu noivado terminado, Marcus pensa que talvez consiga finalmente fazer com que um relacionamento amoroso funcione entre eles. Mas Tran continua fechada para com o amigo e encontra outro amor, ou melhor, paixão.

Meu Eterno Talvez é fácil, leve e divertido

O filme tem um potencial muito grande para cair na lista de favoritos daqueles que amam o gênero. O enredo, escrito pelos próprios atores protagonistas, Randall Park e Ali Wong, é leve, divertido e fácil de ser consumido. Um dos principais destaques aqui é que, dentro da proposta, o longa consegue ser muito envolvente e se diferencia exatamente pela representatividade.

Veja Também!  Netflix | 10 dramas coreanos que ainda não chegaram no Brasil

Além disso, a direção de Nahnatchka Khan foi muito boa. O filme é o debute da profissional na área de direção e ela mostra-se muito competente na área. Há cortes de cena muito bem feitos e não houve problema com o direcionamento em si dos atores.

O filme conta com um visual muito interessante

O filme conta com uma fotografia de película vibrante e enquadramento aberto. Além disso, alguns cortes de cena montam uma estética bem interessante. Ainda, o figurino conversa com os flashbacks que acontecem e também com cada momento em que os personagens se encontram. Por fim, temos as lindas ruas de São Francisco como cenário, o que completa o visual.

Veja Também!  Netflix | 10 séries imperdíveis com mulheres fortes

O elenco de Meu Eterno Talvez não decepciona

Por fim, temos o elenco nada inexperiente de Meu Eterno Talvez. Ali Wong e Randall Park transmitem muito bem os sentimentos de seus personagens. Porém, senti a atuação de Wong um pouco forçada em alguns pontos. Isso pode ser um incômodo para quem prefere a naturalidade. E esse último atributo com toda certeza não foi o principal para a interpretação de Keanu Reeves. Mas isso com toda certeza não foi um problema uma vez que seu papel era mais cômico.

Enfim, é um bom filme e com certeza não é morno como muitos outros títulos do mesmo gênero que a Netflix vem fazendo de forma desenfreada. Sem dúvidas o longa merece um lugar na sua lista.

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.