Original francês, o mais novo filme da Netflix, Meu Irmão, conta a história de como a violência e a desestrutura de uma família afeta o psicológico de todos aqueles presentes nela, principalmente de seus integrantes mais novos. Terry (Mohamed Sylla) e Andy, os irmãos, apresentam diversas dificuldades de relacionamento, controle de raiva, além de terem de lidar com questões como o racismo, dentre outras coisas.

O drama tem seu foco na momento atual da vida dos garotos, em que o pai, morto, ainda causa traumas. Terry é levado a um reformatório enquanto aguarda o julgamento pela morte de seu pai e Andy passa a viver com a avó. Ainda no local de apoio para jovens, Terry passa a enfrentar seus traumas e seu descontrole com relação à raiva.

O roteiro e direção do drama são mornos

Apesar da temática interessante e da forma impecável como direção e roteiro integram os dramas dos adolescentes à narrativa, ela ainda é um pouco morna. Há uma tensão constante em todos os momentos do filme e ele não te prende muito em grande parte. Porém, ainda sim, Julien Abraham fez um grande trabalho com ambas as partes da produção.

Veja Também!  Onde Assistir | Série Suburra: Sangue em Roma online

A forma como tudo foi subentendido no começo da história para, aos poucos ser descoberto, é um grande ponto positivo. Um exemplo é o relacionamento conturbado e repleto de violência existente entre os pais de Terry e Andy. Isso porque, aos poucos, ele vai sendo melhor explorado na narrativa. Assim como também é feito com a relação de confiança e irmandade que cresce entre Enzo (Darren Muselet), menino do reformatório com grandes problemas, e Terry.

A estética de Meu Irmão não conta muita coisa

Além de trabalhar o estilo pessoal de cada personagem, os figurinos não contam muito sobre o filme. Não muito diferentes, os cenários, apesar de bonitos, também apenas completam a narrativa. E, por fim, a fotografia, logicamente carregada do estilo francês de corte e enquadramento de imagens mais fechadas, também não revela muito.

Veja Também!  Ficha Técnica | You Animal! (Original Netflix)

O elenco do filme foi excepcional

Os maiores destaques vão para, obviamente, MHD e Darren Muselet. A narrativa do filme flutua entre o presente e as lembranças que atordoam Terry. Ele e Enzo, no reformatório, aprendem sobre respeito e constroem um relacionamento de irmandade. E isso foi representado impecavelmente pelos atores. Claro que, com as limitações de um roteiro morno, não há muito o que ser feito. Mas, mesmo assim, eles trazem muito sentimento às cenas e é isso que cativa o espectador.

Meu Irmão definitivamente é um filme para manter na sua lista da Netflix. Mesmo que seja uma narrativa um pouco mais constante em sua frequência, a história vale a pena. E, caso você já tenha assistido, deixe a sua opinião sobre o filme aí nos comentários!

Veja Também!  Onde Assistir | Filme Menéndez: El día del Señor online

 

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.