Mulheres Ocultas é um filme taiwanês que conquistou um grande sucesso e foi a obra de maior bilheteria em 2020 em Taiwan.

Netflix havia prometido o longa em sua plataforma para esse ano que estreou nessa sexta-feira. O filme que foi destaque em premiações no ano tão conturbado quanto foi 2020 agora poderá ser conferido por todos!

Enredo

Esse é um filme que retrata relações delicadas e complexas de uma família composta em sua maioria por mulheres. É basicamente uma história baseada em experiências de vida do diretor do filme e que retrata como foi o processo de aceitação sobre o – recém – falecido pai ter tido outra esposa.

Além disso, somos apresentados à mulheres que enfrentam conflitos de gerações. Enquanto elas buscam por liberdade ou as usufrui, elas também observam a mãe que está presa ao passado e que não aceitou por completo sua separação e o fato de que o ex-marido viveu sua vida com outra mulher, longe das filhas e dela.

É uma obra que nos conta sobre deixar as coisas do passado irem e também sobre a superação do luto.

Elenco e Personagens

O elenco é composto por atores locais, e as atrizes principais são elas: Ying-Hsuan Hsieh, Shu-Fang Chen, Vivian Hsu e Ke-Fan Sun.

Cada personagem tem o seu drama. Ching, a mais velha, é uma mulher livre e desapegada, por isso sua mãe a compara muito com o pai que a traía, mas além de ter que lidar com a morte dele, ela descobre que seu câncer de mama voltou. Yu é uma médica de renome e é o orgulho da família, ela possui uma filha com quem redobra a pressão para que a mesma siga seus passos. A mais nova é Jiajia que, por conta da idade, não se lembra e não sabe de muitas coisas sobre sua própria família. Ao se dedicar ao pai que faleceu, ela se torna alvo de todos os ressentimentos da mãe.

E, por fim, a mãe é uma mulher guerreira e que deu sua vida para sustentar suas filhas sozinha. Ela possui problemas familiares com sua própria família por conta do ex-marido e também enfrenta problemas em aceitar que ele a deixou há muito tempo.

Todas as quatro personagens possuem um problema com a aceitação, e é a evolução nesse quesito que vamos vendo durante o filme.

Direção e Fotografia

Dirigido e escrito por Joseph Chen-Chieh Hsu, ele opta por justamente trazer a falta de atores para as câmeras para reforçar a influência e a força que uma mulher exerce em sua própria família.

O trabalho de fotografia não é de se admirar tanto assim porque é como em qualquer outro drama, mas não é nada que mereça grandes críticas, pois há fluidez entre as cenas e as transições são simples como tem que ser.

Cenografia e Figurino

O filme se passa em Tainan, inclusive os flashbacks presentes durante os anos 70, mesmo que na história se retrate Taipei.

A cenografia brilha ao retratar os mercados ao ar livre tão comuns por lá onde vendem camarões, peixes e outros frutos do mar. Sem contar também sobre as inúmeras tradições realizadas quando um velório ocorre: templos, altares cheios de comida e cores vibrantes, etc.

Sobre o figurino, vemos o real trabalho quando os flashbacks ocorrem e voltamos para os anos 70. As roupas utilizadas e até mesmo o cenário acompanham de forma correta.

Mas e aí? Já assistiu? O que achou? Comente!



Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

Veja Também!  The Flash | Teaser Apresentado no DC FanDome Revela Recrutamento do Batman

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.