Originalmente lançado em 1984 e um ano mais tarde no Brasil, Nausicaä do Vale do Vento (風の谷のナウシカ, Kaze no Tani no Nausicaä) é um filme japonês de animação que abraça os gêneros drama, aventura e fantasia. A direção e roteiro é de Hayao Miyazaki, grande mestre do Studio Ghibli.

Confira o trailer de Nausicaä do Vale do Vento logo abaixo:

Enredo

Mil anos após uma catástrofe que destruiu parte do ecossistema da Terra e dizimou a população humana, os poucos descendentes sobreviventes estão divididos em impérios entre as ruínas, e além da luta diária contra o Mar Podre (também chamado de Mar da Corrupção), uma floresta tóxica, também precisam batalhar entre os reinos.

Nausicaä é a princesa do Vale do Vento, e sua forte conexão com a natureza a auxilia no processo de entender a melhor forma para os humanos e criaturas sobreviverem em harmonia, mas nem todos estão de acordo com sua filosofia de vida pacifista, dando origem a muitos novos problemas.

Resenha | Nausicaä do Vale do Vento (1984)

O Studio Ghibli foi oficialmente fundado em 1985, e embora Nausicaä do Vale do Vento tenha sido lançado antes dessa data, é oficialmente considerado como um trabalho do estúdio e, inclusive, fez parte do DVD/blu-ray Studio Ghibli Collection, que inclui todas as obras da empresa.

O roteiro pós-apocalíptico é de Hayao Miyazaki e, embora o começo bastante arrastado possa ser um desafio aos fãs de narrativas mais dinâmicas, a recompensa é dada àqueles que permanecem até o final desse incrível drama aventuresco com válidas mensagens quanto ao respeito à natureza e como nós, humanos, somos os verdadeiros culpados pelas ditas “catástrofes naturais” com nossas intervenções nocivas que, eventualmente, voltam-se contra nós mesmos.

Personagens e Dublagem

A protagonista Nausicaä tem seu nome inspirado na princesa que ajudou Odisseu, da mitologia grega, enquanto sua personalidade é inspirada na protagonista do conto “A Princesa que Amava Insetos”, popular narrativa do folclore japonês. Sua voz original é de Sumi Shimamoto, já conhecida de animações como Doraemon (1984), City Hunter (1987) e Detective Conan (1997), além de outros filmes da Ghibli como Meu Amigo Totoro (1988) e Princess Mononoke (1997), dentre outros.

Outros personagens se fazem presentes na obra, mas nenhum se destacada tanto frente ao heroísmo e protagonismo de Nausicaä. Vale a menção a Kushana (voz de Yoshiko Sakakibara), cuja personalidade é o extremo oposto da personagem-título, e a doce participação de Teto, uma pequena raposa de estimação que, aos fãs de Pokémon/Digimon, lembrará em muito.

Resenha | Nausicaä do Vale do Vento (1984)

Direção e Técnicas de Animação

Se tem algo que a Ghibli e sua equipe não erra, mesmo antes de sua fundação oficial, é quanto à direção e técnicas de animação. Sua incrível habilidade em apresentar personagens visualmente fotos, mas internamente fortes e independentes, traz grandes elogios ao estúdio — embora o grande destaque fique, mesmo, ao paisagismo de suas narrativas.

Pós-apocalíptico, houve toda uma reconstrução da Terra para a ambientação de Nausicaä do Vale do Vento, que conta ainda com a reimaginação de insetos já conhecidos, como besouros e libélulas, em versões gigantescas e assustadoras, representando o malefício das toxinas às espécies também pelo meio visual.

O filme, cuja abordagem é de extrema importância às nossas condições ecossistemáticas atuais, acaba de se tornar mais acessível ao público brasileiro, disponibilizado no país pela Netflix em 01 de março de 2020. Não há mais desculpas para não assistir!

E você, o que achou de Nausicaä do Vale do Vento? Conta pra gente nos comentários!


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.