O diretor Jordan Peele, metade da dupla de comédia americana Key & Peele, estreou em 2017 nas telas de cinema com “Corra!“, filme que lhe rendeu um Oscar de Melhor Roteiro Original e que foi considerado por muitos (inclusive por este que vos escreve) como o filme do ano. Por isso, expectativa para seu mais novo filme, Nós, estava alta, e com um grande elenco, roteiro intrigante e direção sólida, Peele entrega mais um filme de terror de alto padrão.

O longa conta a história de Adelaide e sua família, em um verão em sua casa de praia, próximo ao local que assola suas memórias desde a infância. A situação se intensifica à medida em que os dias passam e coincidências estranhas começam a acontecer. Qualquer detalhe a mais sobre a história pode soar como spoiler, ainda mais se nenhum outro material extra-fílmico (trailer, resenhas) tenha sido consumido.

Veja Também!  Onde Assistir | Filme The Trip online

O que se pode comentar, no entanto, é sobre o que torna o filme uma grande obra. O destaque do filme é, sem sombra de dúvidas, a atuação de Lupita Nyong’o. A atriz quaniano-mexicana entrega uma performance digna de… bem… Lupita Nyong’o. A sua expressividade e corporalidade são muito poderosas, ainda mais levando-se em consideração a versatilidade que o papel exigia. Espera-se, agora, que o Oscar não esqueça desse trabalho até o ano que vem, pois Lupita chutou a porta em Nós.

A direção do filme foi muito bem executada por Jordan Peele, que está a caminho de se tornar um dos maiores criadores de filmes de horror da modernidade, com apenas dois filmes em seu portfólio. A ambientação criada, o diálogo com a trilha sonora (que tende ao bizarro e, de maneira muito bem sucedida, deixa o público desconfortável), e a condução das performances, tornam Nós uma experiência prazerosamente agoniante. Isso tudo, é claro, cedendo espaço para pedaços hilários, no melhor estilo Jordan Peele comediante.

O diretor havia afirmado que pretendia “Destruir o sonho americano” com seu filme, e é possível entender porquê. O longa trata de diversos assuntos abaixo da superfície (sem trocadilhos), e tem como seu principal assunto a desigualdade social, o conflito de classes e tudo que carregam consigo. As críticas são incisivas e certeiras, e fazem quem assiste pensar e, principalmente, querer (e muito) debater. Ao final do filme é comum olhar ao redor e ver pessoas com uma expressão de indagação no rosto, buscando alguém para conversar sobre o que acabou de assistir.

Jordan Peele deixa o público, mais uma vez, ansioso pelo seu próximo trabalho. Nós foi um grande acerto do diretor, e mesmo sendo mais “mastigado” que Corra! (como o próprio Peele admitiu) e contendo exposições desnecessárias; é um grande filme de Terror, que será lembrado por bastante tempo, com toda a certeza. Torcemos, também, para que Lupita Nyong’o esteja em todos os filmes produzidos no mundo daqui para a frente, pois o que a atriz entregou nesse filme faz com que o patamar de toda a indústria se eleve.



Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.