O Dia Depois de Amanhã foi produzido em 2004 pelo diretor Roland Emmerich. Com 124 minutos de duração, o longa recebeu classificação indicativa livre para todos os públicos.

Sobre o Enredo

O protagonista da história é o climatologista Jack Hall (Dennis Quaid) que, enquanto na Antártica com seus colegas Frank Harris e Jason Evans, testemunha em primeira mão os efeitos desastrosos das mudanças climáticas nas geleiras da Antártica.

Jack participa da conferência das Nações Unidas, apresentando uma perspectiva catastrófica para o futuro do planeta. De acordo com os dados coletados, de fato, a Terra está se movendo rapidamente em direção a uma nova glaciação.

Embora Jack tenha trazido dados e evidências a seu favor, os representantes políticos, incluindo o vice-presidente, se recusam aceitar o fato, afirmando que isso só funcionaria para criar alarmismo e dobrar o orçamento com gastos destinados à preservação ambiental.

De volta aos Estados Unidos com um grande sentimento de frustração, Jack tenta dividir sua vida entre sua pesquisa e sua família, mas seu filho Sam Hall (Jack Gyllenhaal) constantemente se sente ofuscado e abandonado.

Sam participa de campeonatos culturais entre escolas realizados nos Estados Unidos. Assim, ele parte de Washington para Nova York, junto com dois colegas estudantes, Laura Chapman (Emmy Rossum), por quem está secretamente apaixonado, e Brian Parks (Arjay Smith).

O avião entra em turbulência durante o vôo devido a uma tempestade excepcional, correndo o risco de cair. Esses são os primeiros sinais de que algo está para acontecer.

Estranhos eventos atmosféricos começam a ocorrer no mundo; O professor Rapson, de seu centro de estudos na Escócia, vê uma queda preocupante de 13 ° C na temperatura do oceano. Entrando em contato com o colega Hall, ele o informa sobre os dados em sua posse.

Com os dados em mãos, Jack estabelece que uma nova era do gelo irá acontecer em muito pouco tempo.

Encontrando-se novamente com o vice-presidente dos Estados Unidos, Jack apresenta seus dados, mas mais uma vez não é acreditado e acusado de sensacionalismo.

Enquanto isso, Nova York é submersa por uma chuva incessante que inunda completamente Manhattan. Sam e seus amigos tentam sobreviver à repentina mudança climática.

Enquanto Los Angeles é destruída por um tornado e um ciclone anômalo atinge a Escócia, Jack embarca em uma corrida contra o tempo para salvar seu filho, recomendando que esse encontre um refúgio seguro.

Elenco e Personagens

Roland Emmerich escolheu atores e atrizes muito bons para o elenco do seu filme, embora muitos deles fosse, à época, jovens e ainda não muito conhecidos.

O Dia Depois De Amanhã acaba, então, se apoiando em um elenco eficaz, mesmo quando a sua história se torna um pouco repetitiva.

Entre os protagonistas, temos o climatologista Jack Hall, habilmente interpretado por Dennis Quaid.

Ao seu lado, seu filho Sam Hall merece o destaque das interpretações: o então muito jovem Jake Gyllenhaal o interpreta de uma maneira muito convincente, demonstrando todas as angústias e sentimentos do jovem que lida, ao mesmo tempo, com uma catástrofe mundial e um amor que não se sabe ao certo se é correspondido.

Com eles também está Emmy Rossum, de menos de 20 anos, no papel de Laura Chapman e o muito experiente Ian Holm no papel de Terry Rapson, personagem fundamental principalmente na segunda metade do filme.

Direção e Fotografia

O Dia Depois De Amanhã é, sem sobra de dúvidas, o melhor filme já produzido pelo diretor Roland Emmerich. Mesmo com algumas falhas, o filme consegue atingir as expectativas do público.

Dentre os filmes apocalípticos, com certeza esse se destaca. Acima de tudo, além da catástrofe natural que permeia todo o filme, o longa possui também falas interessantes em seu roteiro, escrito por Jeffrey Nachmanoff, além da atuação de um excelente elenco.

A fotografia é utilizada de maneira sensacional. De acordo com o diretor Roland Emmerich, pelo menos mil especialistas em efeitos especiais e em computação gráfica foram chamados para trabalhar no filme e construir as suas trabalhosas (mas espetaculares) cenas de ação.

Predominam tons azulados e acinzentados na paleta cromática de O Dia Depois De Amanhã.

Veja Também!  Resenha | AA do Amor (Original Netflix)

A ciência e a ficção científica fundem-se perfeitamente nesse filme, em que os efeitos especiais estão a serviço da narrativa e não vice-versa.

Cenografia e Figurinos

Os cenários foram muito bem pensados. Principalmente porque o objetivo do filme é criar um ambiente em que uma sequência de catástrofes naturais toma conta do ambiente.

Assim, os cenários são uma parte fundamental da narrativa do filme. Sem os excelentes cenários, O Dia Depois De Amanhã não seria o mesmo.

Os figurinos são simples, mas correspondem aos tipos comuns de seus personagens. Jack Hall, enquanto cientista e seu filho Sam e amigos vestidos como adolescentes.

Destaque para as roupas térmicas utilizadas pelos personagens quando a catástrofe acontece, visando os proteger da nova Era Glacial.

E você, o que achou do filme? Conte pra gente nos comentários!


Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  
Veja Também!  Sarah Paulson | 10 filmes e séries com a estrela de Ratched
 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.