O Gambito da Rainha é uma minissérie de drama lançada em 23 de outubro de 2020. A criação é assinada por Scott Frank e seu elenco é composto por Anya Taylor-Joy, Marielle Heller, Thomas Brodie-Sangster, Bill Camp, Moses Ingram, Chloe Pirrie, entre outros nomes.

Enredo de O Gambito da Rainha

O Gambito da Rainha acompanha a história de Beth (Anya Taylor). Menina que se torna órfã aos oito anos de idade e acaba indo para um orfanato. Lá, era oferecido às garotas um medicamento, uma espécie de calmante. Depois de um tempo lá, ela desce para o depósito do orfanato para tirar o pó de giz dos apagadores e é lá onde o zelador passa o seu tempo jogando xadrez. Logo de início, ela fica encantada com o jogo e pede para que o zelador a ensine, depois de uma curta resistência por parte dele, ele começa a lhe ensinar todas as técnicas que sabe.

Depois de ver esse talento dela, ele decide apresenta-la a um membro do clube xadrez que ele participa. Ele também vê uma grande capacidade e a leva para uma partida simultânea dela contra vinte alunos, e ela vence todos. Porém todo esse talento tem uma fonte, uma medicação, que a noite a permite criar um tabuleiro imaginário e treinar inúmeras combinações. No entanto, após uma mudança nas leis estaduais que proíbem o uso de tais medicamentos com crianças, ela acaba possuindo inúmeras dificuldades para enfrentar esse vício após ser adotada e subir cada vez mais no xadrez.

O ritmo, por incrível que pareça, é bem rápido, mesmo se tratando de uma produção que foca no drama. Isso porque os eventos se sucedem muito bem e tanto a história quanto as atuações prensem bastante o público a série.

Elenco e Personagens

São vários os personagens que passam pela trama todos muito bem apresentados, aprofundados e carismáticos. Entretanto, nenhum chega aos pés da protagonista Beth, que é com certeza a mais profunda, complexa, interessante e a mais bem desenvolvida de todos. As atuações de todos são muito boas, como por exemplo da Moses Ingram, e o verdadeiro destaque é da Anya Taylor por possuir uma atuação extremamente carismática que rouba a cena diversas vezes.

Direção e Fotografia de O Gambito da Rainha

A direção aqui é extremamente habilidosa na condução do púbico com a câmera, com planos sequências curtos, movimentos suaves, planos variados e enquadrando de forma muito harmônica. Portanto, os atores e atrizes aparecem com bastante simetria, tudo isso torna a minissérie muito agradável aos olhos. Logo, ela colabora para que as cenas (mesmo as de drama) não se tronem monótonas e cansativas de assistir, assim acelerando o seu ritmo e prendendo o público a obra.

A fotografia da minissérie trabalha muito bem com as cores, como por exemplo o marrom, que representa a maturidade o conforto e, ao mesmo tempo, traz esse tom mais envelhecido a obra.

Cenografia e Figurinos

A direção de arte cumpre muito bem o que promete. Isso porque a produção se passa na década de 50 e tudo é muito bem feito e muito bem detalhado. Logo, temos de carros a lojas, casas, escolas, o próprio orfanato, a vestidos, camisetas, calças, sapatos, ternos, chapéus, etc. Além disso, podemos ver como o figurino da Beth amadurece a medida que ela envelhece e perde a sua inocência.

E você? O que achou da minissérie? Conta pra gente nos comentários.

Confira nossa Ficha Técnica aqui.

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.