A minissérie O Paraíso e a Serpente chega na plataforma da Netlfix no dia 2 de abril de 2021.

Sobre o Enredo

A minissérie possui dois protagonistas principais: Tahar Rahim, que interpreta Charles Sobhraj, e Jenna Coleman, que interpreta a namorada de Charles, Marie-Andrée Leclerc.

O drama policial retrata da vida de um dos criminosos mais procurados do mundo na década de 70: Charles Sobhraj, apelidado de A Serpente.

Charles e sua namorada cometeram uma série de crimes na Tailândia, no Nepal e na Índia. Inicialmente, eles trabalhavam somente com o tráfico de pedras preciosas, como mostram os momentos iniciais da minissérie.

Porém, a narrativa retrata o amadurecimento de Charles e o seu envolvimento com 12 assassinatos de turistas que viajavam aos países nos quais ele atuava. Como bem mostra a minissérie, Charles Sobhraj ficará conhecido como Assassino de Biquíni, uma vez que suas vítimas eram encontradas sempre de biquíni.

Como Charles e Marie irão fugir da polícia? Como o casal se envolveu com os crimes? Qual será o seu fim?

Essas são algumas das questões exploradas pela narrativa da minissérie O Paraíso e a Serpente.

Elenco e Personagens

A minissérie se desenvolve totalmente a partir da figura de um assassino e criminoso que realmente existe.

Dessa maneira, o personagem de Charles Sobhraj é interpretado por Tahar Rahim da maneira mais fiel possível, buscando demonstrar ao público como a mente de um criminoso funciona. O aspecto psicológicos dos personagens é algo que merece destaque.

Além de Charles, outra personagem muito importante é Marie-Andrée Leclerc, sua namorada, interpretada por Jenna Coleman.

A interpretação de Coleman é muito boa e consegue, ao longo de toda a minissérie, mostrar um amadurecimento da personagem, que passa a praticar times pesados e se envolver em conflitos internacionais.

Na minissérie o público poderá encontrar também Billy Howle, que interpreta diplomata da embaixada da Holanda, Herman Knippenberg.

Além disso, estão presentes Ellie Bamber como a esposa de Knippenberg, Amesh Edireweera como Ajay Chowdhury e Tim McInnerny como Paul Siemons.

Direção e Fotografia

Hans Herbots e Tom Shankland são os responsáveis pela adaptação da história real do casal de criminosos. Os dois também são os diretores da minissérie.

A direção consegue criar cenas que realmente prendem a atenção do espectador, especialmente devido à veracidade dos fatos e ao modo como esses são inseridos nas cenas.

Flashbacks serão utilizados para criar um contraste entre passado e presente. Claro, eles poderiam ter sido usados em menor quantidade, mas ainda assim não incomodam.

A fotografia trabalha muito bem ao lado da direção, adicionado uma paleta cromática extremamente variada às diversas cenas que compõem a minissérie.

Além disso, efeitos especiais são também utilizados em algumas poucas ocasiões dentro de O Paraíso e a Serpente.

Cenografia e Figurinos

A cenografia cria um trabalho diverso, difícil e criativo. Isso porque, as ações de Charles e de sua namorada se passam e atingem pelo menos três países em grande quantidade. São eles: a Tailândia, o Nepal e a Índia.

Assim, os cenários variados criam o contraste entre as três diferentes nações. Além disso, o contraste de cenários pode ser também percebido nos flashbacks que contrapõem passado e presente.

Os figurinos da minissérie são também muito variados, especialmente quando o casal resolve usar uma série de estratégias para se esquivar da polícia.

E você, o que achou da minissérie? Conte pra gente!


Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.