Está no catálogo da plataforma de streaming Netflix a animação do ano de 2015 intitulada O rapaz e o monstro. O anime foi produzido pelo estúdio Studio Chizu e dirigido por Mamoru Hosoda e aborda a história de um menino e sua relação com uma besta.

Enredo

O anime que já recebeu um prêmio como a melhor animação do ano conta a história de Ren, uma criança que após perder a mãe por conta de um acidente e não ter o apoio de seu pai, resolve fugir de onde morava e viver sozinho.

A criança que estava em condição de rua cruza caminho com duas criaturas misteriosas que lhe chamam atenção. Ren, então, resolve segui-las e acaba parando em um mundo paralelo ao que vivia. Lá, toda a população são bestas: características tanto animalescas, quanto humanoides.

Naquele mundo, as pessoas e o estilo de vida era totalmente diferente do mundo humano. Não tinham o lado obscuro que seres humanos tinham e prezavam por um lugar que não houvesse violência.

Kumatetsu, a criatura que cruzou caminho com Ren, acolhe o pequeno garoto, o nomeia como Kyuta e o treina na arte do combate durante vários anos até se tornar adulto, fazendo com que, o agora Kyuta, se tornasse uma das figuras mais admiradas daquele mundo por conta de suas habilidades mesmo sendo um humano.

Veja Também!  Cinema | Estreias da Semana (20/02)

Quando Kyuta finalmente descobre a passagem de volta para o mundo humano, o rapaz conhece Kaede, uma estudante com quem cria um laço de amizade e que o guia a conhecer mais aquele mundo e se interessar mais por ele.

Kyuta além de ficar dividido entre os dois mundos, o rapaz acaba se reencontrando com o pai, o que acaba fazendo com que ele também se divida entre seu pai e entre Kumatetsu que sempre o criou. Porém, mesmo com todas essas questões sentimentais, uma grande ameaça cresce e pode prejudicar os dois mundos, e fica por conta de Kyuta conseguir pará-lo.

Personagens

Temos como personagem principal Kyuta, toda a história tem como foco o garoto e grande parte da narrativa consiste em mostrar certas coisas por sua perspectiva. O filme apresenta um crescimento de Kyuta no sentido de amadurecimento e entendimento sobre seus próprios sentimentos.

Kyuta enfrenta uma guerra interna desde pequeno e nos é mostrado como o rapaz consegue lidar com todas essas questões e até mesmo sobre o que ele também não consegue lutar contra.

Veja Também!  Spectros | A nova série brasileira já está disponível na Netflix!

Toda a população desse outro universo mesmo sendo bestas, são retratados na animação como seres um pouco mais evoluídos sentimental e espiritualmente do que humanos são. É interessante ver essa relação de oposição principalmente por conta fisionomia deles que se assemelham a animais.

Kumatetsu mesmo sendo umas das únicas bestas que se comporta de forma bruta e que aparenta não ser tão sentimental assim, nos é apresentado ao longo da obra um desenvolvimento magnífico em que Kumatetsu mostra ao Kyuta que ele é e sempre foi aquela figura paterna que o garoto havia perdido há muito tempo.

Os outros personagens também apresentam desenvolvimento e mudanças, porém não é tão mostrado assim porque tudo está pela perspectiva de nosso protagonista.

Direção e Animação

A animação foi feita por um estúdio muito conhecido, todas os traços do filme são bem característicos, é como se não houvesse perdido sua essência e isso é bem legal.

Veja Também!  Given | O que esperar do filme?

A dinâmica no começo do filme construída é um pouco diferente daquilo que o público está acostumado por conta da áurea criada para essa animação, e também no sentido de que não dá a entender que é apenas mais um anime por aí, foi construído uma sensação de algo mais fantasioso no começo do filme e, ao decorrer, faz com que o espectador pegue empatia pelos personagens.

Mesmo que a animação pareça ter como foco uma relação entre homem e besta e que esse rapaz só se torna o melhor espadachim por conta da besta que o treinou, ela vai muito além disso. O filme é todo sentimental e reflexivo, é apresentado todas as angústias e medo de Kyuta, seus problemas em relação ao pai e o novo relacionamento criado com Kumatetsu. Além disso, traz a reflexão sobre o que é ser um ser humano e o que é perdoar e amar.

Você já assistiu o filme? Tem interesse? Nos conte!

 

 

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.