Esta matéria contém spoilers da primeira e segunda temporada de O Último Guardião.

A queridinha turca da Netflix com pegada de série da Marvel, O Último Guardião, chega para mais uma temporada na plataforma, já tendo a sua quarta confirmada. O elenco conta com nosso protagonista de sempre, Çagatay Ulusoy, e, ainda, sua colega de cena fiel desde a primeira temporada, Hazar Ergüçlü.

Sobre o enredo de O Último Guardião

No final da segunda temporada, nosso herói, Hakan (Çagatay Ulusoy), estava correndo contra o tempo junto à Zeynep (Hazar Ergüçlü) para salvar Istanbul de um vírus antigo que agora ameaça se alastrar novamente. A terceira temporada inicia do mesmo ponto.

Com toda a questão do vírus resolvida através da utilização do sangue do irmão de Hakan, um novo vilão surge, tomando o lugar de Faysal (Okan Yalabik), Vizier. Logo, nós temos uma terceira temporada inteira girando em torno deste novo inimigo. Porém, não é só isso, nós também passamos a conhecer um pouco mais da mitologia por trás do Protetor de Istanbul.

O roteiro aqui, apesar de trazer uma nova roupagem para a história, continua explorando o mesmo formato, ritmo e construção de personagens. Não há muita inovação. Binnur Karaevli continua assinando a narração da série e parece estar estagnado no formato proposto.

Elenco e personagens

As atuações continuam muito boas, como é o caso de Çagatay Ulusoy e Hazar Ergüçlü, porém o desenvolvimento dos personagens foi quase zero. Hakan continua infantil, irresponsável e egoísta. Como o Protetor de Istanbul, e tendo passado por tantas perdas como ele passou, era de se esperar que atingisse uma certa maturidade, o que não acontece.

Outra decepção é o novo vilão, Vizier, que se mostra muito previsível. A única personagem que ainda é envolvente e que entusiasma é Zeynep, forte, madura e mais disposta à proteger a cidade do que Hakan em alguns momentos.

Direção e fotografia de O Último Guardião

Nesses aspectos, nada muda. A direção de Binnur Karaevli continua muito boa, prezando por mostrar, através de uma película vibrante, imagens muito bonitas da cidade de Istanbul. Além disso, a captura das cenas de ação também é bem fluida e o enquadramento dos atores segue um padrão bem parecido com as produções americanas, o que pode ser mais confortável para o público em geral. Produções estrangeiras tendem a seguir um enquadramento diferenciado, O Último Guardião não.

Cenografia e figurinos

A cenografia da série continua contrastando entre as paisagens naturais de Istanbul, locais totalmente modernizados e as instalações rústicas e antigas dos personagens que cuidam da proteção da cidade junto ao Protetor. É um trabalho de detalhes muito bem feito.

Por fim, a fotografia conta com roupagens normais e contemporâneas, nada a ser muito analisado.

E então, o que você achou da terceira temporada da série? Conta para a gente nos comentários!


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.