Baseada em um acontecimento real, a Netflix lançou a minissérie Olhos que condenam, que estreou dia 31 de maio de 2019. A série aborda uma temática dramática e conta com Caleel Harris, Jharrel Jerome, Marquis Rodriguez, Asante Blackk e Ethan Herisse no elenco principal.

Sobre o Enredo

A trama mostra a história de cinco jovens negros do Harlem (bairro periférico dos EUA) que foram condenados por um crime que não cometeram, a acusação era de que esses cinco jovens haviam estuprado uma mulher no Central Park, eles ficaram conhecidos como os cinco do parque. Esses jovens provam da amargura do sistema penitenciário estadunidense, sistema esse racista e elitista que acredita piamente que cinco garotos de 15 a 16 anos puderam estuprar e quase matar a corredora Trisha Meili. Eles só foram inocentados 13 anos após o ocorrido e só foram indenizados 25 anos depois de tudo ter acontecido.

Elenco e Personagens

Korey Wise (Jharrel Jerome) só tinha ido até a delegacia para acompanhar seu amigo Yusef, Korey tinha apenas 15 anos quando tudo ocorreu, mas por ter falsificado seu documento de identidade para 16 anos ele teve um julgamento diferente dos demais. Korey era o único dos cinco que não estava no parque naquela noite;

Kevin Richardson (Asante Blackk) costumava ter uma rotina pacata e ia da escola para a aula de tromba e depois disso para a casa, foi por sugestão de sua irmã que Kevin decidiu ir ao parque naquela noite;

Veja Também!  Resenha | Borat 2 (Original Prime Video)

Antron Mccray (Caleel Harris) assim como os demais tinha 15 anos quando tudo ocorreu e era uma menino introspectivo, na hora do interrogatório ele seguiu o conselho de seu pai e isso infelizmente resultou na sua condenação;

Yusef Salaam (Ethan Herisse) era um menino muito estudioso, esforçado e religioso, de poucos amigos. Ele só foi ao parque naquela noite porque um amigo o convenceu que seria legal, quando a polícia o chamou para o interrogatório ele estava com seu amigo Korey que preferiu acompanhá-lo na investigação para que a mãe dele não ficasse preocupada;

Raymond Santana (Marquis Rodriguez) latino, órfão de mãe, morava com seu pai e sua avó, no momento do interrogatório sua avó não entendia inglês então Raymond depôs sozinho;

Linda Fairsten (Felicity Huffman) comandava a delegacia de crimes sexuais, e afirmou até o ultimo momento que os meninos eram culpados; Elizabeth Lederer (Vera Farmiga) foi a promotora do caso, mas desistiu quando seus alunos da universidade de direito protestaram contra o caso.

Os atores citados fizeram a versão jovem dos cinco exonerados, com exceção do ator Jharrel Jerome que interpretou a versão jovem e a versão adulta de Korey Wise. Os atores que fizeram a versão adulta dos cinco exonerados são: Antron Mccray adulto (Jovan Adepo), Kevin Richardson adulto (Justin Cunningham), Yusef Salaam adulto (Chris Chalk) e Raymond Santana adulto (Freddy Miyares).

Veja Também!  Ficha Técnica | Um Rapaz Adequado - 1ª Temporada (Original Netflix)

Direção e Fotografia

Dirigida por Ava DuVernay, a série contém tons mais frios, o que em partes favorece o efeito de drama que a série precisa passar. Quando os momentos de maior tensão são transmitidos os tons descem mais ainda, causando um efeito de choque de realidade, o que pode deixar o publico chocado. O único momento em que os tons saem do frio para o quente, é quando um dos personagens tem uma alucinação e nela ele está livre, portanto, o uso de tons mais quentes são para transmitir a felicidade do personagem.

Cenografia e Figurinos

A estética da série transporta o publico para os anos 90, desde o cenário até as roupas dos personagens. A cenografia é bem construída e transmite com autenticidade o contexto em que a série está inserido. Os figurinos também são importantes para a construção do imaginário sobre cada um dos cinco condenados. Os cenários são um ponto superimportante para ajudar na construção do enredo.

Os cinco verdadeiros condenados.

Sobre a Temática da Série

Como já dito a série é baseada em um caso real que ocorreu em 1989. Ava DuVernay disse em uma entrevista que a sua intenção era chocar o publico evidenciando como o sistema judicial pode ser racista e elitista. A série também faz críticas ao sistema carcerário estadunidense. A temática abordada é necessária e faz as pessoas refletirem sobre atos de racismo e por mais que o caso seja de 1989 o tema ainda é muito atual e muito debatido pela sociedade.

Veja Também!  Ficha Técnica | O Gambito da Rainha - 1ª Temporada (Original Netflix)

Curiosidades

Os verdadeiros cinco exonerados foram fundamentais para a construção da série, Korey Wise disse à Oprah que Jharrel Jerome deu tanta vida ao personagem que ele foi um Korey melhor do que ele mesmo. Os cinco resignificaram o nome o qual eles eram chamados, hoje eles preferem ser chamados de os cinco exonorados do que os cinco do parque, visto que o segundo nome ainda faz menção ao parque e ao crime que eles não cometeram. A atuação de Jharrel foi tão fantástica que lhe rendeu um Emmy de Melhor Ator em Minissérie ou Filme. A série também foi premiada como Melhor Série de Longa Duração no Gotham Independent Film Award. Além de ganhar um prêmio solo Jharrel ganhou também um Emmy de Melhor Elenco de Minissérie, Telefilme ou Especial. Todos esses prêmios foram ganhos em 2019, mas a série está concorrendo a algumas categorias em 2020.

E você, o que achou de Olhos que condenam? Deixe seu comentário!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.