Em tempo de pandemia, o cinema nacional achou casa na Netflix: depois do sucesso de Cabras da Peste, chegou a vez de Os Salafrários ganhar destaque na plataforma de streaming. Mas será que é bom?

Enredo

A trama conta a história de Clóvis, um golpista que atua principalmente no ramo de falsificação de quadros. No entanto, quando a casa cai, a coisa que ele menos esperava era que sua irmã adotiva, Lohane, reaparecesse em sua vida para pedir ajuda financeira.

Os dois se veem, então, em uma corrida contra a polícia e na armação de novos golpes para sobreviver, ao mesmo tempo em que redescobrem o significado de família. Tudo isso, claro, sem grande mimimi: Os Salafrários é de uma comédia escrachada, dado aos “road trip” um toque que só a comédia nacional tem a oferecer.

Sim, as situações são bem improváveis e, em alguns momentos, as saídas extremamente toscas, mas esse é justamente o ponto positivo da trama.

Resenha | Os Salafrários (Original Netflix)

Elenco e Personagens

Marcus Majella e Samantha Schmütz é uma dupla que já sabemos que funciona bem: eles trabalham juntos em Vai que Cola e seus personagens sempre chamam a atenção dos espectadores, o que não foi diferente agora.

Os estereótipos da série de auditório seguem bem semelhantes — ainda que Lohane não tenha o lado piriguete de Jéssica e Clóvis tenha uma astúcia perversa que falta em Ferdinando.

Os atritos iniciais desse reencontro são essenciais para fazer a trama se movimentar, e qualquer outro personagem da história vira meramente um figurante perto da presença ilustre desses dois grandes ícones da comédia brasileira.

Resenha | Os Salafrários (Original Netflix)

Direção e Fotografia

A direção é de Pedro Antônio Paes, que já havia trabalhado com Majella em Um Tio Quase Perfeito 2. O seu ponto forte, talvez, tenha sido guiar para que tudo seja engraçado, incluindo gesticulações do elenco que fazem total diferença no resultado final da obra.

A fotografia é bastante simples, mas tem uma edição divertida quando precisa ser. A câmera sabe quando acompanhar os movimentos, mas também se deixa ficar parada quando é necessário

Os Salafrários

Cenografia e Figurinos

As belezas brasileiras são bem valorizadas no filme. Mesmo o descrito “fim de mundo” pela personagem principal é um cenário paradisíaco que enche os olhos do espectador. Como todo road trip digno, explorar as paisagens do longa é uma brincadeira bem-vinda para o público.

Os figurinos são coloridos e refrescantes, combinando com a personalidade divertida dos personagens, mas também com o clima quente do verão carioca. Tudo de acordo, mas nada demais nesse quesito.

Então se a pergunta era se vale a pena conferir Os Salafrários, a resposta é sim.

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.