Paisagem de Natal conta a história de Clara que, depois de uma tentativa frustrada de administrar seu próprio restaurante em Chicago, retorna para casa para gerenciar o restaurante de Hugh Peters.

Ele parece legal, talvez até um interesse amoroso, mas depois vem Shane; um chef famoso que fica meio apaixonado por Clara. O que ela pode fazer? Colegas de trabalho, atenção, presentes caros. Com quem realmente vale a pena passar o Natal e possivelmente uma vida?

Com todos esses filmes natalinos e férias sendo muito genéricos, é sempre bom quando eles tocam em algo que não é tão alegre. Clara se sente uma fracassada porque não é tão bem sucedida quanto às outras pessoas. Isso é o que traz um pouco de interesse ao filme.

Veja Também!  Resenha | A Lenda de Tarzan (2016)

Por quê? Bem, quando um filme estabelece a tristeza, arrependimentos, e tal, no momento em que as coisas dão certo, tudo fica mais bonito. Não dá para ser um mar de rosas desde o início e também não se podem ter só dramas.

Pois então, em Paisagem de Natal, parece que estamos em uma jornada com uma pessoa real do que alguém cujo mundo desmorona, no meio do caminho, e você se lembra que isso é apenas fantasia.

Com a jornada de Clara, você tem um senso de realismo. Não apenas em termos dela encontrar alguém, mas alcançar o sonho.

Paisagem de Natal não atrasa nem antecipa os acontecimentos. É equilibrado

Como nada nessa vida é 100% perfeito, nenhum personagem nesse longa-metragem tem o tipo de performance ou personalidade que te encanta ou te prende ou te faz amar.

Veja Também!  Resenha | A Lenda de Tarzan (2016)

Não quer dizer que o desempenho dos atores foi ruim. Apenas que se encaixa no que se espera desse tipo de filme. Pessoas atraentes que encontram amor com outras pessoas atraentes, enquanto sentem que sua vida está estagnada. Só e basicamente isso.

É a falta de magia e o quão perto da realidade de Paisagem de Natal que faz os espectadores gostarem. No entanto, é com o enraizamento na realidade que este filme te faz entender por que as mágicas do Natal e as situações loucas são essenciais em produções do gênero. Passa a não ser entretenimento, e sim, quase um retrato de sua própria vida.

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
Veja Também!  Resenha | A Lenda de Tarzan (2016)
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.