Parasite é um filme sul-coreano que foi realizado por Bong Joon-ho e que vem chamando muita atenção tanto para o grande público, quanto para academias e festivais de cinema. O filme estreou em 2019 no Festival de Cannes e ganhou a Palma de Ouro sendo o primeiro filme sul-coreano a ganhar um prêmio dessa magnitude.

Enredo

Sendo o título em português “Parasita“, a obra tem como intuito geral mostrar e discutir aspectos da desigualdade social e situações com reflexões acerca do tema. Para isso, são utilizados do suspense e do humor-ácido para abordar esse assunto.

A princípio, nos é apresentado uma família: pai, mãe, filho e filha. Eles claramente vivem em estado precário, mal têm o que comer e não têm qualidade de vida alguma. Ki-woo, o filho, possui um amigo que tem condições melhores que a deles. Em um certo dia, Min-hyuk, o amigo, oferece à Ki-woo a oportunidade de ficar em seu lugar como o tutor de inglês de Da-hye, filha de uma família rica, já que Min-hyuk estava de partida e iria para o exterior.

Após a entrevista na mansão da rica família Park, Ki-woo descobre que a família procura por um professor de arte para o filho mais novo Da-song e é aí que ele sugere uma grande profissional chamada Jessica, mas que na verdade não passa de uma impostora, pois essa é sua irmã Ki-Jeong.

Veja Também!  Resenha | Sonic: O Filme (2020)

Aos poucos, os dois vão fazendo de tudo para que toda a família se infiltre na casa dessa família rica: fazem com que o motorista seja demitido e indicam o tal do “Tio Kim” que na verdade é Ki-taek, o pai e, logo depois, fazem com que a empregada de anos seja demitida e substituída pela mãe Choong-sook.

A história começa a se moldar mais quando a empregada anterior acaba descobrindo  que a família inteira tramou para se infiltrar na mansão e que todos são impostores. É a partir daí que a família começa a lutar para que seus planos não sejam desmascarados.

Elenco e Personagens

Sobre o elenco principal, Song Kang-ho interpreta o pai Kim Ki-taek, Jang Hye-jin como a mãe Kim Chung-sook, Choi Woo-shik é o filho Kim Ki-woo e Park So-dam é a atriz que faz Kim Ki-jeong.

Na história, nenhum dos personagens são vistos como vilões e isso vale tanto para o elenco principal, quando para o elenco que interpreta a família rica e também para os atores que interpretam a ex-emprega e seu marido. Em Parasite, os personagens são totalmente humanos: cometem erros, possuem pensamentos ás vezes errados, têm virtudes falhas e assim por diante.

Veja Também!  Resenha | A Última Coisa que ele Queria (Original Netflix)

Todos os atores merecem destaque, pois conseguem entregar em suas atuações nuances que traz a quem assiste mais entendimento sobre a mensagem que o filme quer passar, como por exemplo as caras e bocas que a família rica faz em relação ao pobre, as preocupações e paranoias em terem ao redor apenas funcionários “perfeitos” e capazes, dentre outras coisas que também merecem destaques.

Direção e Fotografia

A direção de Joon-Ho Bong é maravilhosa no sentido de que ele consegue abordar e dar continuidade na história de uma forma magnífica. Ele utiliza de metáforas o tempo todo e de um humor-ácido, mas de uma forma que o público consegue entender logo de cara. O filme é cheio desses nuances e aspectos, porém ele não é nada muito complexo, fazendo com que quem assista consiga captar tudo o que o diretor quer.

Já a fotografia consegue muito bem trazer esse contraste de pobre versus rico. Se utiliza muito de lugares mais escuros e de câmeras mais próximas quando mostrada a pobreza e de lugares mais luminosos e com as câmeras mais afastadas para mostrar a grandeza quando se trata da riqueza.

Cenografia e Figurinos

Como era de se esperar, os figurinos fazem jus ao que se é proposto. Do lado pobre: cabelos despenteados, roupas velhas, aspecto mais desleixado. Do lado rico: roupas caras, cabelos penteados, aspecto mais saudável, geralmente personagens maquiados.

Veja Também!  Saiba tudo sobre o anime Dounika Naru Hibi

Já a cenografia também segue o mesmo esquema. A história se passa mais na casa da família pobre e na mansão. Do lado pobre: quase não se tem espaço, moram em uma espécie de sótão, tudo muito sujo e desorganizado. Do lado rico: uma mansão enorme, iluminada e com muitas coisas de valor em volta, um lugar que foi planejado por um grande arquiteto.

Curiosidades

A obra obteve 2 prêmios na cerimônia de premiação BAFTA nesse ano de 2020, foi um dos filmes participantes do International Film Festival Rotterdam desse ano, está sendo indicado como um dos melhores filmes estrangeiros no Independent Spirit Awards e está concorrendo a 6 indicações nesse Oscar. Além disso tudo, é o filme que representa a Coreia do Sul desde 2019.

O que acha de Parasite? Já assistiu? Torce pelo filme no Oscar? Nos fale!

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.