Pássaro do Oriente (Earthquake Bird) é o mais novo filme Original Netflix, lançado em 15 de novembro. Dirigido por Wash Westmoreland, o longa estrelado por Alicia Vikander, Riley Keough e Naoki Kobayashi tem 1h46 de duração e classificação 16.

Resenha | Pássaro do Oriente (Original Netflix)

Sobre o Enredo

Ambientado no fim dos anos 80, o filme conta a história de Lucy, uma estrangeira que mora no Japão há 5 anos e é a principal suspeita pelo assassinato de sua amiga, Lily, desaparecida após ter um caso com seu namorado, Teiji, um fotógrafo misterioso.

A trama é contada do ponto de vista de Lucy, que revisita suas memórias de quando se envolveu com Teiji até o dia em que sua amiga desapareceu, consumida pela culpa e com o acréscimo do peso de uma ferida de infância não cicatrizada.

Elenco e Personagens

Alicia Vikander está dominando o mundo: já conhecida de filmes como Ex Machina (2014), A Garota Dinamarquesa (2015) e Tomb Raider (2018), entrega mais uma ótima performance — embora dentro das limitações de sua personagem, Lucy, passiva a ponto de entediar o público. A típica protagonista boazinha, mas azarada.

Veja Também!  Resenha | Namorado de Natal - 1ª Temporada (Original Netflix)

Lily é o perfeito oposto em personalidade, mas igualmente antipática; Teiji, por sua vez, é o único personagem interessante da trama, chamando a atenção por seu ar misterioso e pela beleza de Kobayashi, astro do longa Tatara Samurai (2016) que está em ascensão no Japão.

Direção e Fotografia

Wash Westmoreland é um ótimo diretor, relembrando Para Sempre Alice (2014), sua obra prima, e o grande erro deste drama está um pouco em suas mãos, com pouca ousadia para um longa de suspense, mas a grande parcela do fracasso fica mesmo para o roteiro — ou até mesmo para o livro de Susanna Jones, que inspirou o filme.

Embora o filme seja antagonizado por um fotógrafo, deixa a desejar na inovação visual da trama, trazendo ângulos e centralizações muito planas e pouco envolventes, não conquistando nem mesmo pelo olhar.

Veja Também!  Resenha | Apocalipse V - 1ª temporada (Original Netflix)

Cenografia e Figurino

Não dá para negar, entretanto, que as paisagens e espaços utilizados em Pássaro do Oriente são extremamente belos, mas este mérito fica somente para o Japão e suas incríveis belezas naturais e arquitetura tradicional igualmente impressionante.

Com personagens orientais e ocidentais, os figurinos variam entre calças jeans e kimonos, que por sua vez é um dos atrativos do filme: logo nos anos 80 já se via a modernização e globalização do Japão.

Resenha | Pássaro do Oriente (Original Netflix)

Sobre a Temática do Filme

O filme trata de confiança, luto, insegurança, amores e amizades. Há uma tentativa em Pássaro do Oriente em passar tudo com leveza, mas não há comicidade ou qualquer tipo de simpatia nos personagens e suas narrativas, tornando tudo muito tedioso e estragando a boa história que poderia ter sido.

Veja Também!  Resenha | Namorado de Natal - 1ª Temporada (Original Netflix)

Falha, principalmente, na entrega do final. Você passa o filme inteiro com um único desfecho em mente, aguardando ser surpreendido com uma reviravolta encantadora que fará toda a espera valer a pena, mas não acontece. Tudo é encerrado conforme o esperado, mais do que previsível, e a sensação que fica enquanto os créditos sobem é a de tempo perdido. Infelizmente.

E você, gostou de Pássaro do Oriente? Deixe seu comentário.

 

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.