Princesa Mononoke (もののけ姫, Mononoke Hime) é um popular filme de animação do Studio Ghibli. Com roteiro e direção de Hayao Miyazaki, o longa chegou aos cinemas japoneses em julho de 1997 e conquistou também o mundo. Agora, desbrava os territórios do streaming com disponibilidade pela Netflix.

Confira o trailer de Princesa Mononoke:

Enredo

Mononoke (物の怪) é uma palavra japonesa utilizada para designer criaturas sobrenaturais, como espíritos e monstros. Como o próprio nome do filme sugere, trata-se da história de uma princesa, San, criada na floresta dos deuses e sempre disposta a lutar ao lado deles, contra os humanos e sua constante destruição à natureza.

A história é ambientada durante o período Muromachi (1336-1573) e recebe um toque de fantasia ao apresentar a era como um período em que humanos conviviam contra os deuses ferozes.

Resenha | Princesa Mononoke (1997)

Ashitaka, um jovem e bondoso príncipe, é amaldiçoado pelo Tatari Gami (Deus da Maldição) que domou o deus-Javali. Na busca pela cura, o rapaz conhece Lady Eboshi, uma líder de aldeia que quer derrubar a floresta para garantir mais estabilidade e riquezas a si mesma e a seu povo, batalhando contra a protetora Princesa San e os espíritos que ela defende.

Ashitaka está ao lado de San na luta pela floresta e pelos deuses, mas também não condena Lady Eboshi e busca uma forma de trazer harmonia entre os povos, mas sua missão não será fácil em meio a essa guerra.

Se em Nausicaä do Vale do Vento (1984) Hayao Miyazaki já demonstrava sua preocupação com a intervenção humana na natureza, a mensagem fica ainda mais forte e explícita em Princesa Mononoke.

Entretanto, nada de tom professoral: tudo é muito bem dinamizado em meio a um roteiro de fantasia, ação e aventura que consegue entregar um bom entretenimento ao público, mas sem deixar de lado as “lições de moral”, sempre muito bem recebidas.

Resenha | Princesa Mononoke (1997)

Personagens e Dublagem

Apesar do nome do filme ser Princesa Mononoke, Ashitaka é o verdadeiro protagonista da história por ser aquele capaz de unir dois mundos opostos com o poder de sua imparcialidade, coisa que nem San nem Lady Eboshi possuem — mas nada que impeça as duas personagens femininas de amadurecerem durante a jornada.

No áudio original em japonês, Yōji Matsuda empresta sua voz a Ashitaka, enquanto Yuriko Ishida dubla San e Yūko Tanaka dá voz à Lady Eboshi. Matsuda, inclusive, é o dublador de Jack Dawson (Leonardo DiCaprio) na versão japonesa de Titanic, comprovando seu talento com um currículo bem alimentado.

Direção e Animação

A direção de Hayao Miyazaki é, sem surpresa alguma, incrível. Não é a toa seu apelido de Mestre. Princesa Mononoke é mais uma de suas obras primas, e não obstante uma de suas mais populares produções, dada toda a qualidade da obra que vale-se, muito, pelo modo como é a apresentada.

Não basta um bom roteiro: para as animações japonesas, principalmente, um visual impactante é de suma importância, e este foi especialmente bem construído em Princesa Mononoke ao dar vida sobrenatural a criaturas já conhecidas nossas, transformando lobos e javalis em deuses grandiosos que habitam uma floresta igualmente extraordinária.

Sendo assim, Princesa Mononoke é mais um grande filme do Studio Ghibli que você não pode deixar de ver.

Já assistiu? Conta pra gente nos comentários o que você achou do filme!


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.