Sinopse: Moonee, uma agitada garotinha, faz novas amizades nas redondezas dos parques Disney. Ela vive com a mãe em uma hospedagem de beira de estrada e as duas contam com a proteção do gerente Bobby na batalha diária pela sobrevivência.

O Filme, dirigido por Sean Baker, consegue transmitir dois sentimentos principais ao longo de seu desenvolvimento, a inocência da infância e as dificuldades da vida adulta. O roteiro desenvolve toda a história pelos olhos de Moone, que enxerga todos os problemas vividos por sua mãe e por aqueles que também vivem no mesmo hotel, mas sem compreender os efeitos que aquilo pode ter, pensando apenas em brincadeiras e diversão com seus amigos.

O diretor acerta no desenvolvimento de personagens humanos, reais e falhos, uma vez que o telespectador consegue entender as ações e decisões tomadas pelos personagens. O longa trata, da maneira mais verdadeira possível, a infância, e com ela a ingenuidade e o amor presente nas crianças, mas sempre tocando em temas como pobreza e a dificuldade de viver em um mundo que não te da oportunidades.

O desenvolvimento dos relacionamentos do filme, principalmente Moonee e sua mãe, são feitos de maneira que O espectador se enxergue tanto no papel de mãe quanto no papel de filha, entendendo os dois lados e em nenhum momento discordando ou concordando 100% com as ações tomadas.

O elenco possui duas atuações que se destacam, Willem Dafoe, que merecidamente está disputando o Oscar de ator coadjuvante, é Brooklyn Prince, que entrega uma das atuações mais emocionantes do ano, e deveria estar no lugar de Meryl Streep nos indicados à melhor atriz.

Portanto, Projeto Flórida é um filme humano e real, que trata de temas pesados como pobreza e pertencimento pelo olhar ingênuo e amável das crianças, com uma protagonista excelente, o filme consegue desenvolver bem os relacionamentos e dilemas vividos pelos personagens.

Gostou do Filme? Deixa nos comentários!

Resenha de Cinéfilo Carioca

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here