Queen Sono é mais nova Original Netflix. A série é uma produção africana, a primeira da plataforma, e traz uma grande exploração da cultura do local. Além disso, o elenco conta com Pearl Thusi, Vuyo Dabula, Sechaba Morojele, Chi Mhende e Kate Liquorish.

Sobre o enredo de Queen Sono

A série conta com uma trama de espionagem não necessariamente original, mas muito boa. A trama segue Queen Sono (Pearl Thusi), uma espião africana que investiga a morte de sua mãe, como em muitos dos filmes e séries de ação em que a motivação do herói é totalmente pessoal. Mas, nesta série, também temos uma luta contra os problemas da realidade de muitas regiões da África: o terrorismo e os problemas de corrupção. Além de todo o problema local, ainda temos uma arqui-inimiga russa, Ekaterina Gromova (Kate Liquorish).

O roteiro é de Kagiso Lediga e é muito bem trabalhado, trazendo uma história envolvente e cheia de elementos culturais. Apesar de não ter uma premissa nada original e trabalhar com a previsibilidade, ainda é o tipo de produção que faz com que permaneça o sentimento de desejo por mais.

Elenco e personagens

Production stills from the set of Netflix Queen Sono with Pearl Thusi, directed by Kagiso Lediga. Credit: Chris Duys / Netflix

A série traz o maior destaque para a protagonista, Queen Sono. Pearl Thusi dá vida a uma mulher forte, independente, lutadora e cheia de vontade de ir atrás dos seus objetivos, sem perder sua essência. É um ótimo exemplo a ser trazido não só para as mulheres em geral, mas para a comunidade feminina negra, que carece de personagens de tão boa representação como nossa Queen. Mas nem tudo são flores, há alguns personagens totalmente desnecessários à trama.

Direção e fotografia de Queen Sono

A produção traz um trabalho de fotografia muito parecido com o que vemos em produções americanas, prezando por cores vivas e uma película mais clara. Logo, esse é um ponto muito positivo já que aproximará o show da ideia de qualidade que vemos em séries de Hollywood.

Além disso, a direção foi um elemento essencial para criar essa atmosfera, mas sem perder a essência cultural do local onde a história é contada. Kagiso LedigaTebogo Malope assinam a direção e conseguem trabalhar muito bem com o posicionamento da câmera nas cenas de ação, o que é um dos pontos mais importantes em uma produção que trata justamente sobre espionagem. Ademais, uma das coisas que fez diferença foi a aplicação dos dialetos africanos mostrados no show.

Cenografia e figurinos

Por fim, tanto figurinos, quanto cenários de Queen Sono imprimem em seus detalhes a exaltação da cultura e resistência negra e africana. Isso pode ser visto nos cabelos, cores de roupas e cenários apresentados. Cada um dos detalhes é pensado para ser visto como algo que lembre a África.

E então, o que você achou de Queen Sono? Ficou com aquele vontade de ver mais? Deixe sua opinião aí nos comentários!


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.