Rede de Ódio é um filme polonês que foi lançado em 29 de julho de 2020 na Netflix. A direção é assinada por Jan Komasa e seu elenco é composto por Maciej Musiałowski, Agata Kulesza, Danuta Stenka, Vanessa Aleksander, Maciej Stuhr, Jacek Koman, Adam Gradowski, Piotr Biedron, Martynika Kosnica, entre outros nomes.

Enredo de Rede de Ódio

Rede de Ódio conta a história de Tomasz (Maciej Musiałowski), um estudante de direito que possui uma ajuda financeira de um casal rico, além de possuir interesses amorosos pela filha desse casal. Além disso, Tomasz é obcecado não só pela filha, mas por essa família. Porém, após ser expulso de sua faculdade por ter plagiado uma redação, ele perde a ajuda dessa família e acaba entrando para um escritório de relações públicas responsável por promover a imagem de seus clientes. Entretanto, como ele mesmo diz “a melhor defesa é o ataque” e então ele descobre um talento: espalhar fake news sobre outras pessoas.

Por possuir uma carga dramática alta, o filme é lento, e às vezes até mesmo entediante. Mas essa lentidão é amenizada pelo rumo que a história segue e a pessoa que o protagonista se torna.

Elenco e Personagens

Aqui, nós basicamente acompanhamos o vilão de todo o filme e é onde a obra traz um estudo de personagem, assim como acontece em Coringa ou Taxi Driver. Ou seja, o roteiro se dedica em construir e desenvolver o protagonista. E, em ambas as missões, obtém sucesso. As mudanças causadas por essa vingança são bem perceptíveis.

As atuações em geral são muito boas, mas o verdadeiro destaque é do protagonista interpretado por Maciej Musiałowski, que entrega um ótimo papel, em que é possível ver a mudança de um rosto mais expressivo para um mais frio e até mesmo fúnebre.

Direção e Fotografia de Rede de Ódio

A direção faz bastante questão de centralizar o protagonista com a câmera bem próxima de seu rosto, em primeiro plano, valorizando suas expressões. Além disso, traz planos longos e com movimentos lentos, o que dá mais lentidão ainda por filme. Mas, em geral, a direção é precisa e assertiva.

A fotografia, ao longo da obra, foca cada vez mais em tons frios e com tonalidades mais neutras como o cinza, a fim de mostrar que o personagem está perdendo cada vez mais a sua humanidade.

Cenografia e Figurinos

Por fim, a direção de arte auxilia a fotografia com cenários e figurinos com cores mais neutras. Mas a coisa mais interessante é no final.

[ABAIXO CONTÉM SPOILERS]

Depois do atentado, em que a roupa do Tomasz (Maciej Musiałowski) fica totalmente negra, juntamente com o rosto mais aquilino, olheiras profundas, que dão um ar fúnebre a ele. Dessa forma, é mostrado que não há volta, ele já foi totalmente corrompido.

E você? O que achou do filme? Conta pra gente nos comentários. 


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.