Samantha era um talento infantil nos anos 80, quando tinha cinco anos. Agora, em 2018, ela tenta se agarrar ao pouco que restou de sua fama enquanto cria planos mirabolantes para voltar ao estrelato.

Um pouco sobre o Enredo

A série começa com a apresentação da personagem. Depois de poucos minutos, o espectador já conhece bem o cenário da história e algumas das principais características da personagem principais, assim como vontades, desejos e objetivos.

Conforme apresentado na sinopse, nos primeiros episódios vemos um pouco sobre a carreira promissora de Samantha nos anos 80 e sua situação atual. Com uma mescla de flashbacks e cenas do momento real, idealiza-se um conjunto geral da trama e suas possíveis resoluções.

O elenco

A pequena Maria Eduarda, que interpreta Samantha na sua infância, está muito bem no papel. Domina a personagem sem deixar a desejar.

Douglas Silva interpreta a personagem Dodói de maneira simples. Com algumas atitudes forçadas para gerar humor, ele consegue ganhar os risos do espectador, mas deixa a desejar na construção da realidade cinematográfica, ou seja, muitas de suas interpretações são pouco críveis. Apesar desses por menores, Douglas Silva veste bem o personagem, diverte e cumpre com seu objetivo na série.

Veja Também!  Resenha | American Vandal (Original Netflix)

Já a nossa protagonista Emanuelle Araújo absorve a personagem e a interpreta de maneira natural, fluída e com muita competência. Com gestos suaves e certeiros, ela consegue passar uma imagem real, se aproximando muito de interpretações internacionais e de filmes comerciais de maior porte. Ela se encaixa perfeitamente no papel.

Direção de Arte

A comédia ganha pontos positivos quando observa-se o cuidado da direção de arte da produção. Por referir-se aos anos 80 ao mesmo tempo que ao tempo vigente, a trama conta com cenários temáticos e com objetos da época, garantindo maior verossimilhança da narrativa.

Roupas, sapatos, brinquedos, maquiagem, cabelo e até mesmo ambientes completos são referenciados de forma eficiente. Ao se tratar do tempo vigente, a trama também conta com aparelhos tecnológicos, penteados e looks modernos, assim como a forte referência à rede social Instagram, mostrando assim a dedicação para tornar a narrativa crível.

Veja Também!  Operação Final | Assista ao Trailer da Produção Original Netflix

A Netflix e Produções Brasileiras

Há algum tempo atrás, notamos uma crescente onda de conteúdos brasileiros sendo transmitidos pela Netflix. Sucessos como 3%, O Mecanismo e Ninguém Tá Olhando conquistaram muitos fãs em sua terra natal, assim como ao redor do mundo.

Erik Barmack, vice-presidente de Conteúdo Original Internacional da Netflix, comenta: “O Brasil é um dos nossos principais mercados internacionais e em constante crescimento.” Segundo disse em comunicado oficial, depois de realizarem séries nacionais, notaram que o brasileiro se interessou em consumir ainda mais conteúdo local.

Resumo

A primeira série de comédia brasileira pela Netflix é boa, diverte, emociona, cumpre seus objetivos e não perde em competência. Pode ser considerada inferior ou até ruim pelos olhos de quem está acostumado com o padrão estadunidense se direção e interpretação, mas dentro dos parâmetros essenciais, Samantha! se classifica entre as melhores brasileiras. Sucessos assim podem alavancar a produção nacional pelo streaming.

Veja Também!  Resenha | Quincy (Original Netflix)

Samantha! já tem sua segunda temporada confirmada e promete crescer, contando com um final que traz tanto um sentido de encerramento quanto de continuação. É esperado que se tenha, novamente, poucos episódios de curta duração, e isso poderá continuar a ser o grande triunfo da série.

Trailer da Série

Gostou da série? Deixe seu comentário!

 

 

 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.