Sweet & Sour é o mais novo filme sul-coreano da Netflix. Misturando os gêneros comédia romântica e melodrama, a novidade pousou dia 04 de junho de 2021 na plataforma de streaming, mas será que vale a pena assistir?

Confira o trailer logo abaixo:

Enredo

Como o nome sugere, o filme mostra os estágios doces e azedos de um relacionamento amoroso, sendo um retrato realista do começo e fim de um amor, e de como esse sentimento é um ciclo sempre pronto para ser reiniciado.

A trama acompanha Jang Hyuk, que namora com a enfermeira Daeun mas começa a ter sentimentos por Boyeong, sua nova colega de trabalho de traços intrigantes. Jang Hyuk precisa se decidir por qual das duas ele é verdadeiramente apaixonado, mas nem imagina que há muito mais envolvido nesse triângulo amoroso — e um plot twist extremamente bem colocado e desenvolvido dá o tchan perfeito para o filme.

Resenha | Sweet & Sour (Original Netflix)

Elenco e Personagens

Interpretada por Chae Soobin (I’m Not a Robot), Daeun é uma enfermeira temporária que está frustrada com seu desenvolvimento profissional e, para piorar, vê seu relacionamento com Jang Hyuk desmoronando aos poucos.

Ela contrasta com Boyeong (Krystal Jung), uma jovem misteriosa e intrigante que começou a trabalhar com Jang Hyuk (Jang Kiyong) em um projeto de engenharia. A relação dos dois inicialmente é de ódio, mas acabam se aproximando no decorrer do trabalho e aprendem mais um sobre o outro.

Os personagens são redondos e, a cada nova cena, aprendemos um pouco mais sobre suas facetas e de como toda história possui dois (ou mais) lados. Bem escritos, carismáticos, conquistam o espectador conforme as identificações com suas tramas pessoais.

Em termos de atuação, o destaque fica para Krystal, mostrando que idols do k-pop sabem sim atuar. A integrante do grupo F(x), que já atuou em outros projetos como The Heirs (2013) e The Bride of Habaek (2017), vive um de seus melhores papéis ao interpretar a chique Boyeong que, na verdade, é apenas uma jovem ambiciosa e desesperada por sucesso, com uma personalidade mais divertida do que aparenta.

Resenha | Sweet & Sour (Original Netflix)

Direção e Fotografia

Inspirado no livro Initiation Love, de Kurumi Inui, o filme tem tal plot-twist tão bem elaborado não apenas graças a um roteiro criativo, mas a impecável direção de Lee Gyebyeok.

Ele, que já trabalhou como assistente de direção no sucesso Old Boy (2003), faz um excelente uso de jogo de câmeras e montagens para construir sua linha temporal própria e confundir o espectador até o ápice do filme, quando tudo é jogado contra a nossa cara e dá a Sweet & Sour camadas extremamente profundas e de deixar o público de queixo caído com seu desfecho.

Cenografia e Figurinos

A cenografia do filme também colabora muito para isso, usando cenários não-convencionais como o hospital e até mesmo um carro para colocar em cena algumas das principais discussões de Sweet & Sour, essenciais para a construção do clima da história. Mirando por um roteiro mais realista, o projeto mostra que, em qualquer lugar, uma DR pode acontecer, da mesma forma que um novo amor também pode nascer.

Os figurinos não são tão importantes para o filme, salvo a personagem de Krystal que, com sua aparência gélida, entra em cena como uma fashionista fria, mas acaba se revelando como uma garota que não liga tanto para as aparências quando há assuntos mais importantes a serem resolvidos.

Sweet & Sour é um filme surpreendente e que lida com o romance de forma muito madura. Você vai rir, se emocionar, passar raiva e se chocar com esse projeto que já é um dos melhores lançamentos coreanos de 2021.

O que achou do filme? Conta pra gente nos comentários!


Experimente o Telecine por 30 dias grátis! Clique e confira!
Os Livros Mais Vendidos de Hoje: https://amzn.to/3nfT3tC
Roupas com Estampas Geek: https://amzn.to/38ykhrx
Quadros e Placas Decorativas Geek: https://amzn.to/3kjL8JR
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

10 COMENTÁRIOS

    • Fica subentendido.

      Quando ela vai para a clínica de obstetrícia o Jang Hyuk a acompanha mas ela pede para ficar sozinha. Depois que ela sai de lá, ele a abraça em apoio. Na casa deles, ela está deitada e diz que está se sentindo deprimida, um dos sintomas de síndrome pós-aborto.

    • Fica subentendido.

      Quando ela vai para a clínica de obstetrícia o Jang Hyuk a acompanha mas ela pede para ficar sozinha. Depois que ela sai de lá, ele a abraça em apoio. Na casa deles, ela está deitada e diz que está se sentindo deprimida, um dos sintomas de síndrome pós-aborto.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.