The Lie é um filme de suspense lançado em 6 de outubro de 2020 na Prime Video. A direção é assinada por Veena Sud e seu elenco é composto por Peter Sarsgaard, Mireille Enos, Joey King, Cas Anvar, Patti Kim, Nicholas Lea, Devery Jacobs, Dani Kind, Alan Van Sprang, entre outros nomes.

Enredo de The Lie

The Lie acompanha a vida de Jay (Peter Sarsgaard) e Rebecca (Mireille Enos), pais separados de Kayla (Joey King), que tem suas vidas viradas de cabeça para baixo quando um dia o pai de Kayla, Jay, leva-a para um retiro de balé. No entanto, no meio do caminho, dão carona a uma amiga de Kayla, que também vai para o retiro. Quando resolvem parar para fazer suas necessidades, o pior acontece: Kayla confessa ter empurrado sua amiga de uma ponte ali próxima, uma morte “acidental”.

Veja Também!  Ficha Técnica | Borat 2 (Original Prime Video)

O ritmo no primeiro ato é bem lento, porque nele o foco é o drama em que Jay (Peter Sarsgaard) e Rebecca (Mireille Enos) se encontram depois do ocorrido. Entretanto, o ritmo acelera na medida que a investigação avança e o suspense aumenta.

Elenco e Personagens

Os personagens apresentados e de fato desenvolvidos são restritos ao núcleo familiar. Portanto, eles são sim bem apresentados, mas são personagens extremamente genéricos. Isso porque, no desenvolvimento, faltou mais a ser mostrado e explorado sobre eles.

Além disso, as atuações em geral são medianas, não há nenhuma esplêndida. Porém também não há nenhuma horrorosa, mas aqui vemos um pouco da versatilidade de Joey King, presente em filmes de romance, e que faz um trabalho relativamente bom no drama.

Veja Também!  Resenha | A Caminho da Lua (Original Netflix)

Direção e Fotografia de The Lie

A direção é bem mais bem calma mesmo. Ela opta bastante entre planos em distância mediana e curta, tentando passar uma carga dramática maior e focando nas expressões dos personagens, além de não se mexerem muito e serem de longa duração. No drama, não há muito segredo, há cenas de ação, bem poucas, mas existem. Ademais, elas são executadas de uma forma extremamente amadora tanto na montagem, quanto na escolha dos planos.

A fotografia utiliza tons bem frios, como o azul, o cinza, tudo para passar um tom mais melancólico possível, já que esse é o foco.

Cenografia e Figurinos

A direção de arte, especialmente nos cenários, é bem restrita, como no último. Os únicos lugares em que ocorrem os eventos mais relevantes são na ponte no início e na casa de Rebecca. Por fim, nos figurinos, podemos ver uma diferença entre a roupagem da Kayla (Joey King) e da Britney (Devery Jacobs). Isso porque uma usa roupas com cores mais neutras, e a outra usa roupas com cores chamativas, mostrando bem a diferença entre elas, em que uma é mais reservada que a outra.

Veja Também!  Resenha | O Farol (2019)

E você? O que achou do filme? Conta pra gente nos comentários.

Confira nossa Ficha Técnica aqui.

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.