The Morning Show é uma série produzida em 2019 e lançada na plataforma de streaming Apple Tv+. Os episódios foram produzidos pela Echo Films, Hello Sunshine e Media Res e possuem em seu elenco as atrizes Jennifer Aniston e Reese Witherspoon.

Sobre o Enredo

2019, Nova York. 3:30 da manhã. No meio da noite, uma ligação perturba a vida da redação de um dos jornais televisivos mais influentes da cidade. The Morning Show é um dos programas mais assistidos dos EUA, principalmente graças à equipe que o gerencia e leva adiante.

Os âncoras principais são Mitch Kessler (Steve Carell) e Alex Levy (Jennifer Aniston), que são muito amados e respeitados por muitos.

Porém, a ligação que chega no meio da noite envolverá Mitch em primeiro lugar. Ele está no centro de um escândalo relacionado ao suposto abuso sexual de várias mulheres da redação de notícias.

Ele é imediatamente demitido e, agora, The Morning Show enfrenta um momento muito difícil, entre escolher o novo parceiro de Alex e gerenciar aquilo que se conhece como tribunal da opinião pública.

A escolha vai cair ousadamente em Bradley Jackson (Reese Whiterspoon), uma jovem jornalista em ascensão conhecida por se interessar apenas e apenas pela verdade, sem meio-termo.

E um dos aspectos mais intrigantes que a narrativa de eventos irá colocar imediatamente na frente do espectador é o contraste entre Alex e Bradley: um atrito não entre duas personalidades que provavelmente não se tornarão amigas, mas um confronto muito mais amplo em duas visões diferentes do jornalismo.

Elenco e Personagens

The Morning Show se apoia em um elenco forte e em personagens ainda mais complexos. A personagem interpretada por Jennifer Aniston é a mais complexa da série: uma mulher forte e determinada que colocou a sua carreira em primeiro lugar ao perder muitos afetos.

O personagem de Alex é o centro dos episódios e é o único que o público pode acompanhar integralmente, tanto no trabalho quanto em sua vida particular. Além disso, Aniston traz uma atuação impecável que não poderá passar despercebida pelo público.

Steve Carell também não decepcionou na série e fez um excelente trabalho (principalmente considerando a dificuldade de seu papel), mas não teve muito espaço no programa.

Talvez essa seja a única falha do The Morning Show, que mostra apenas o isolamento do personagem Mitch Kessler, talvez em uma tentativa de puní-lo após alegações de assédio sexual. Seu personagem, ainda que secundário, representa um papel importantíssimo ao longo dos episódios.

Reese Witherspoon interpreta Bradley Jackson, a nova âncora que irá trabalha com Alex. Seu personagem representa uma jovem repórter repleta de sonhos e no auge da sua carreira, que ainda não se deu conta de como a corrupção e a hipocrisia funcionam.

Direção e Fotografia

Jay Carson é o criador e o diretor da série. Para construir a primeira temporada de The Morning Show, ele inspirou-se no escândalo sexual envolvendo Harvey Weinstein e o movimento #MeToo.

Envolver-se em um empreendimento tão delicado é muito arriscado e a plataforma da Apple TV + o fez falando sobre as várias formas de abuso sexual e a pluralidade de reações possíveis.

A construção das cenas e a movimentação da câmera são cruciais para criar uma atmosfera de ambiguidade em The Morning Show. A câmera busca acompanhar as reações dos personagens e também do público do jornal televisivo.

Além disso, os recortes também procuram criar um ambiente com uma pluralidade de opiniões e também buscam mostrar que nem sempre existe uma única versão da história.

A fotografia também trabalha com esse mesmo objetivo. Durante os episódios da primeira temporada dois opostos se alternam constantemente: uma atmosfera iluminada, colorida e brilhante da apresentação do jornal e a atmosfera fria, sombria e acinzentada da vida dos protagonistas.

Cenografia e Figurinos

Os cenários da primeira temporada de The Morning Show também buscam criar uma atmosfera ambígua, que mostra as diferenças entre a vida real e o jornalismo.

Os cenários do The Morning Show mostram apenas o que os produtores querem mostrar, enquanto todo o resto (a incômoda verdade) busca ficar na sombra a todo custo.

O apartamento de Alex, em particular, é um lugar que não transmite nenhum calor familiar, mas os cenários em que ela aparece no jornal são sempre de alegria e bem claros.

Os figurinos são, em sua maioria, compostos por roupas elegantes que são utilizadas pelos personagens quando esses estão apresentando o jornal.

Todos se vestem com roupas formais, apenas em suas vidas pessoais a situação é diferente, como dentro do apartamento de Alex.

E você, o que achou da primeira temporada da série? Conte pra gente!

Na UOL Play você pode assistir aos melhores filmes e séries sob demanda, além de vários canais de TV por assinatura. Tudo isso no mesmo lugar. Gostou? Experimente por 7 dias grátis! Clique e confira!
Veja Também!  Resenha | Alguém tem que morrer (Original Netflix)

Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.