A Netflix não cansa de inovar. A visão desta plataforma de streaming nos proporciona obras de todos os tipos. Desde coisas medianas até criações únicas e exuberantes. E The Umbrella Academy, com certeza é uma dessas obras que chamam a atenção.

Entre donuts, uma família problemática e um vindouro apocalipse, The Umbrella Academy apresenta uma trama que, embora complexa, se torna de fácil acesso e empolgante no decorrer dos episódios.

Baseada na graphic novel criada por Gerard Way (roteirista e ex-vocalista do My Chemical Romance) e ilustrada por Gabriel Bá (quadrinista brasileiro), The Umbrella Academy é um daqueles quadrinhos que pareciam que nunca ganhariam uma adaptação. Mas ainda bem que a Netflix pensa o contrário.

Sobre The Umbrella Academy

A premissa básica da história gira em torno de um fenômeno mundial, onde 43 crianças nascem ao mesmo tempo, em varias localidades diferentes do mundo, de mulheres que no inicio do dia nem estavam grávidas. É então que entra em cena o excêntrico bilionário Sir Reginald Hargreeves. Ele consegue adotar sete dessas crianças e monta a Umbrella Academy, que consiste numa espécie de escola de mutantes, mas com um ambiente “mais familiar”.

Essas crianças adotadas têm poderes especiais e ele as treina para que eles combatam crimes. Ele tem grandes planos para eles, o único problema nisso tudo é a estrutura familiar conturbada que acaba se desenvolvendo entre eles. Sir Reginald Hargreeves os trata como soldados e os submete a testes abusivos, mas ao mesmo tempo exige que o tratem como pai.

Veja Também!  Nova música da 8ª Temporada de Game Of Thrones é divulgada!

The Umbrella Academy

O núcleo familiar é acrescido de: uma mãe robô construída para cuidar do bem-estar das crianças e um chimpanzé geneticamente modificado que trabalha como assistente de Sir Reginald. E que muitas vezes é mais pai das crianças do que Reginald. Bem doido, né?

A série se inicia no ano de 2019 e todos já são adultos e deixaram suas vidas de super-heróis pra trás. Cada um está cuidando dos seus próprios interesses até saberem da morte do “pai” deles. Eles então se reúnem para o funeral e uma série de acontecimentos estranhos começa a ocorrer. Entre esses acontecimentos está à volta de um irmão desaparecido que viajou para o futuro e testemunhou o fim da humanidade.

No decorrer dos episódios, conhecemos mais um pouco sobre cada um dos irmãos, suas desventuras, poderes, segredos e uma estranha organização que monitora o tempo e espaço.

Com certeza The Umbrella Academy é uma série com elementos surreais que traz um frescor as produções de heróis que se levam tão a sério.

Elenco

Temos algumas figuras já muito conhecidas – até dentro das produções de heróis – no elenco. Ellen Page aqui interpreta a única das crianças que, em teoria, não tem poderes, a personagem Vanya, ou Número Sete.

Veja Também!  Resenha | Alguém Especial (Original Netflix)

Mas um dos destaques, em minha opinião, é o jovem ator Aidan Gallagher que interpreta o Número Cinco. Ah, sim, todas as crianças adotas foram enumeradas por Sir Reginald. Quem acabou dando nomes pra algumas das crianças foi a sua “mãe”.

Outro destaque, pra mim, é o ator irlandês Robert Sheehan, que interpreta o sempre alcoolizado Klaus, ou Número Quatro. Ele consegue conversar com os mortos! E para evitar que esses espíritos fiquem aparecendo ele se entorpece com drogas e álcool o tempo todo.

The Umbrella Academy

Produção

Temos aqui uma ótima parceria entre a Universal, a Dark Horse e a Netflix. Elas conseguiram trazer a vida uma HQ com apelo visual muito forte e não ficaram devendo em nada aos quadrinhos. Com uma trilha sonora vibrante, boas cenas de ação e um roteiro competente, The Umbrella Academy traz uma visão mais peculiar da vida de seres superpoderosos. Aqui o foco são seus fantasmas psicológicos e como a sua rotina familiar impactou em sua vida adulta.

Tendo Steve Blackman comandando tudo como showrunner e Jeremy Slater assinando como autor, dificilmente veríamos uma produção fraca. Afinal, Blackman é responsável por séries como Fargo e Altered Carbon, enquanto Slater foi responsável pela elogiada série do Exorcista.

Veja Também!  O Mundo Sombrio de Sabrina | Como a série estragou Ambrose Spellman

Também fica aqui meu elogio em especial para a trilha sonora da série que está espetacular. Em momentos de ação ou em vezes que a própria música acaba conduzindo a narrativa, a trilha sonora foi marcante.

The Umbrella Academy já está disponível na Netflix, e com a segunda temporada garantida!

Curiosidades

O brasileiro Gabriel Bá, que é criador e ilustrador da versão em quadrinhos de The Umbrella Academy, já teve outra obra sua adaptada para televisão. Dois Irmãos foi uma graphic novel que ele ilustrou em parceria com seu irmão, Fabio Moon. Ele é baseada no romance de Milton Hatoum. E acabou virando uma minissérie na Globo, tendo Cauã Reymond no papel principal.

Ellen Page e Robert Sheehan já interpretaram seres superpoderosos em outras produções. Page foi a Lince Negra (a mutante que atravessa paredes) nas adaptações de X-Men para o cinema. Já Sheehan interpretou o hilário Nathan Young, em Misfits, onde seu super poder era a imortalidade.

Mas, e aí? Vocês também assistiram? Então deixa ai embaixo nos comentários o que acharam!

 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.