Tudo Bem Não Ser Normal é uma série sul-coreana. Sua primeira temporada foi lançada pela Netflix em junho de 2020. Até o momento temos dois episódios disponíveis, mas o serviço de streaming garante que será lançada um novo episódio toda semana.  

Sobre o Enredo  

Tudo Bem Não Ser Normal começa com um episódio sombrio e intenso, à medida que os personagens principais são apresentados e já vemos alguns dos seus ferimentos profundos. Esse drama é bastante intrigante, com foco em alguns problemas muito importantes de saúde mental 

Temas sombrios de pesadelos e traição permeiam os livros infantis escritos por um dos personagens principais, o autor Ko Moon-young, interpretado pela atriz Seo Ye-ji. 

O primeiro episódio começa com uma animação de um conto infantil. Nessa historinha, a menina é Moong-young, que pelo que vimos até agora, teve um relacionamento abusivo com o pai, que pode explicar parte do comportamento da personagem. 

Em certo momento, ela é convidada para ler suas histórias em uma unidade psiquiátrica para as crianças em tratamento. É aqui que ela conhece Moon Kang-tae (Kim Soo-hyun) e, desde o início, fica evidente a química existente entre os dois. 

relação entre eles começa com raiva seguida de frustração por parte de Kang-taedevido ao temperamento da moça.  

Mas, na próxima vez que ele a encontra, ele explica à garota que conheceu uma pessoa semelhante a Moon-young: egoísta, cínica e inacessívelA partir daí, a série conta como o destino arquitetou o encontro dos dois e como eles irão lidar com isso.  

Elenco e Personagens 

A primeira temporada consegue, até aqui, explorar muito bem os seus personagens. Eles (principalmente os protagonistas) possuem uma densidade impressionante. 

Seo Ye-ji consegue interpretar muito bem o lado sombrio de sua personagem Moon-young. A atriz oferece-nos o melhor de sua capacidade de interpretação. 

Kim Soo-hyun interpreta o misterioso Moon Kang-tae. As transformações que esse personagem sofre ao longo dos diversos eventos que perpassam a narrativa é de se elogiar 

Além das performances de primeira qualidade desses dois atores, também há o apoio de alguns grandes atores coadjuvantesPark Gyu-young interpreta uma enfermeira, o comediante Park Jin-joo interpreta Yoo Sung-jae e Kang Ki-doong interpreta o amigo de Kang-taeJo Jae-soo. 

Direção e Fotografia 

A fotografia é muito bem utilizada. A grande variedade cromática atrai o público e faz o espectador ficar ainda mais vidrado nos acontecimentos. 

Também o roteiro e a direção são de alta qualidade. Com certeza os dois primeiros episódios já mostraram o grande potencial da série sul coreana produzida pela Netflix. 

Os diálogos merecem um destaque especial, principalmente pela comoção que causam no público. 

Cenografia e Figurinos 

A cenografia se destaca tanto quanto o resto dos componentes da série. O seu trabalho é impressionante e pensado para construir a atmosfera dramática dos episódios.  

Tudo é minimamente pensado para sensibilizar o público e tocar o íntimo de seus pensamentos. 

Os figurinos são o reflexo da personalidade de cada personagem. Moon-young, por exemplo, possui o típico figurino da personagem calculista e complexa.  

E você, o que achou de Tudo Bem Não Ser Normal? Conte pra gente! 


Inscreva-se no nosso canal
 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.