Depois do adiamento e de deixar os fãs ansiosos, a Netflix, enfim, lançou Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy x Reverendo, o tão aguardado episódio interativo da série Unbreakable Kimmy Schmidt. E sim, valeu muito a pena esperar! Escrito por Tina Fey e Robert Carlock e com os retornos, claro, de Ellie Kemper, Tituss Burgess, Jane Krakowski, Carol Kane, Jon Hamm e Sara Chase, além da hilária participação de Daniel Radcliffe, esse episódio é um lindo e divertidíssimo presente para os fãs da série. Se não for o seu caso, também pode ser uma ótima forma de conhecer esses maravilhosos personagens!

Enredo

Está chegando o casamento de Kimmy e ela e o noivo Frederick precisam se concentrar nos preparativos para a grande cerimônia. Mas como tudo parece ser bem complicado para a nossa protagonista, dessa vez não poderia ser diferente: ao descobrir um livro perdido em sua mochila, ela percebe que nele podem haver pistas relacionadas ao um novo bunker do Reverendo Wayne e vai à prisão para confrontá-lo. Com a ajuda de Titus, ela parte em uma aventura muito doida, cheia de personagens inusitados e situações bem malucas e engraçadas.

Elenco e Personagens

Os atores continuam trabalhando muito bem e com uma sintonia perfeita. É realmente incrível a química desse elenco. Todos souberam manter a essência de cada personagem. Eles têm um ótimo timing cômico e ainda conseguem deixar personagens exagerados e, digamos, um tanto absurdos, próximos da realidade. Não é a toa que o elenco concorreu a diversos prêmios ao longo das quatro temporadas da série, inclusive nesse episódio interativo.

Kimmy (Ellie Kemper) continua com o seu jeito bobo e a inocência e empatia de sempre. Além, é claro, da sua energia interminável: ela não para um segundo, está sempre a mil por hora. É impressionante! Kimmy, agora, colhe os frutos do sucesso de seu livro e se prepara para se casar com um verdadeiro príncipe. Além de ter que, novamente, encarar o Reverendo. Kemper está, novamente, perfeita no papel. Seu talento e carisma são inegáveis e parece, realmente, que a personagem foi feita para ela.

Titus (Tituss Burgess) se tornou um ator de grande sucesso, com diversos trabalhos exitosos no currículo. Ele continua deliciosamente exagerado e extravagante, divertindo o público com seus absurdos e seus memes incríveis. Burgess, mais uma vez, mostra seu grande talento e carisma. Faz o espectador rir com muita facilidade, como sempre. Ele está concorrendo ao Emmy do Primetime de Melhor Ator Coadjuvante pelo papel de Titus.

Jane Krakowski está, mais uma vez, sensacional como a sempre hilária e divertidíssima Jacqueline (ou Jackie Lynn). Ainda agenciando Titus, ela precisa se preocupar com a performance dele no novo filme, principalmente quando ele e Kimmy partem em busca do Reverendo e isso pode prejudicar o início das gravações. Lilian, interpretada por Carol Kane, volta ainda mais hilária e com seus deliciosos absurdos. É uma personagem maravilhosa, muito bem interpretada por Kane

Daniel Radcliffe é uma grata surpresa, interpretando o noivo de Kimmy, o príncipe (e 12° ou, talvez, 11° sucessor ao trono da Inglaterra) Frederick. Ele parece exatamente a Kimmy que conhecemos na série: bobo, ingênuo e sem muita experiência de vida. Radcliffe tem um ótimo timing cômico e se encaixou perfeitamente na trama e no elenco. Jon Hamm (Reverendo) e Sara Chase (Cyndee) continuam excelentes em seus papéis. Hamm faz um vilão exagerado, sarcástico e totalmente hilário, como sempre; enquanto Chase está ainda mais engraçada do que antes. 

Direção e Fotografia

O episódio é muito bem dirigido. A narrativa é muito dinâmica e fluida, com um ritmo bem acelerado, típico do que sempre vimos na série. O roteiro, com certeza, é um dos pontos mais positivos do episódio, assim como o elenco. Tina Fey e Robert Carlock não perderam a essência da série e escreveram uma trama muito maluca, divertida e absolutamente hilária.

Eles conseguem fazer os absurdos e exageros de Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy x Reverendo parecerem naturais e incrivelmente divertidos. É o humor do absurdo na sua melhor forma. O episódio é recheado de situações inesperadas e surpreendentes, todas típicas da série. É um roteiro super criativo, interessante, divertidíssimo e super engraçado. A fotografia está muito colorida, ressaltando bastante a atmosfera alegre e enérgica que envolve o episódio. 

Cenografia e Figurinos

Por se passar algum tempo depois dos acontecimentos da última temporada, os cenários estão bem diferentes. A maior parte das cenas acontece em uma floresta, onde Kimmy e Titus vivem aventuras bem malucas. Também tem cenas muito divertidas em um bar, em Indiana, no lugar do casamento (onde estão esperando Kimmy para o ensaio) e na estrada por onde Titus e Kimmy andam. O figurino continua super colorido, principalmente as roupas desses mesmos personagens. Titus, é claro, dá um show a parte com seu figurino extravagante, como sempre. Frederick está sempre com roupas formais e portando medalhas, e, no dia do casamento, está vestido de príncipe.

Parte Interativa

A escolha por um episódio interativo foi ótima, realmente acertaram em cheio! Embora não faça muita diferença para a história, é um “quê” a mais e tanto, porque torna o “filme” ainda mais divertido e interessante. Em diversos momentos, o espectador precisa tomar uma decisão, seja por Kimmy ou por outros personagens.

Se a escolha não é a correta, aparece algum personagem da série avisando sobre isso e o episódio volta para o momento da última decisão. Então, o próprio “filme” seleciona a opção correta e a trama segue normalmente. Isso se existirem apenas duas opções. Caso haja mais de duas, o espectador precisa voltar e continuar selecionando até encontrar a correta, que seguirá com a história. Enquanto isso não ocorre, diversas situações hilárias e malucas acontecem. Vale muito a pena selecionar todas as opções e ver o que acontece, porque é muito divertido.

Por exemplo: quando Kimmy encontra o livro em sua mochila falante, ela decide ligar para as mulheres “toupeiras” e perguntar de quem é o objeto. É então que o público decide para quem ela vai ligar: Cyndee, Gretchen ou Dona Maria. Claro que não vou revelar a resposta que segue trama direitinho, mas vale a pena selecionar uma de cada vez e ver o que acontece. O mesmo vale para a primeira cena dela com Frederick: Kimmy precisa decidir se vai ler o livro, beijar o noivo ou planejar o casamento. As opções resultam em momentos hilários e imperdíveis.

Mas não é só de humor que vive Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy x Reverendo. Assim como na antiga série, a trama dá um lindo exemplo sobre sororidade e empatia, ao mostrar nossa protagonista em busca de um outro possível bunker, para resgatar outras mulheres que estariam na mesma situação na qual ela se encontrou antes. A força da amizade também é evidenciada no episódio, quando vemos como Jacqueline, Titus, Lilian e Kimmy se apoiam e se preocupam um com o outro. Da maneira maluca deles, é claro, mas são belos exemplos de amizade verdadeira.

O elenco continua brilhante, tanto individual quanto coletivamente. Cada ator tem um brilho próprio e, juntos, ficam ainda melhores. Eles realmente têm uma química impressionante. Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy x Reverendo não foi feito apenas para os fãs da série: quem nunca assistiu, também pode começar por ele.

Não é necessário ter assistido as quatro temporadas para compreender e se divertir com esse novo episódio. Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy x Reverendo é um maravilhoso presente para os fãs dessa série incrível. O episódio tem a mesma essência encontrada em todas as quatro temporadas da antiga produção. Pode-se dizer que a Netflix acertou em cheio!

E você? Já assistiu Unbreakable Kimmy Schmidt: Kimmy x Reverendo? Conhece a série? Conte para nós o que achou!!


Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"  
Veja Também!  Resenha | O Diabo de Cada Dia (Original Netflix)
 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.