Com os desfechos da terceira temporada da série do History Channel, agora chegando com seu quarto ano, Vikings tem muitos problemas para serem resolvidos, como traições e novas alianças.

Vikings | Resumo da 1° Temporada

Ragnar Lothbrok (Travis Fimmel), após quase invadir a cidade de Paris, acaba contraindo uma doença que coloca sua vida em risco. Sua saúde agora problemática dá o tom para os episódios, narrando sua decadência do inicio ao fim. Sua sanidade começa a ser questionada por amigos e familiares, já que suas derrotas acabam afetando a confiança que o povo tem sobre ele.

Vikings | Resumo da 2° Temporada

Parte 1

Vegetativo desde o retorno de sua vitoriosa conquista de Paris ao final da temporada anterior por conta de um grave acidente, Ragnar (Travis Fimmel) sonha estar caminhando em direção aos portões de Valhalla. Contudo, eles se fecham diante dele. Enquanto isso, cogitando a hipótese de enviuvar, Aslaug (Alyssa Sutherland) visita o vidente (John Kavanagh) para saber se uma mulher irá algum dia reinar em Kattegat. O vidente apenas ri.

Paralelamente, Bjorn (Alexander Ludwig) ordena a prisão de Floki (Gustaf Skarsgård) pelo assassinato de Athelstan (George Blagden) pouco depois de Floki usar algum encanto mítico para curar Ragnar. Ao acordar, Ragnar repreende Bjorn pela decisão tomada em relação à Floki, ressaltando que ele é seu amigo e agora que todos sabem o motivo para sua privação de liberdade, nada pode fazer por ele. Bjorn decide então ir embora, decidido à provar à si mesmo ser capaz de sobreviver na natureza selvagem.

Vikings | Resumo da 3° Temporada

Em Hedeby, Kalf (Ben Robson) é pressionado por Einar (Steve Wall) à decidir pelo exílio de Lagertha (Katheryn Winnick). Ele então o convida, assim como seus aliados, à votarem o destino da ex-esposa de Ragnar. Quando a votação termina, Kalf ordena a execução de todos os que se manifestaram pela expulsão de Lagertha. Ao final, Kalf anuncia que dividirá o reino com ela, para descontentamento de Erlendur (Edvin Endre), filho sobrevivente do rei Horik (Donal Logue), morto por Ragnar na segunda temporada, e que deseja vingança contra Ragnar e sua família.

Em Paris, Rollo (Clive Standen) está vivendo confortavelmente como um nobre franco. Tal como prometido pelo imperador Charles (Lothaire Bluteau), e para decepção do ambicioso Conde Odo (Owen Roe), Rollo se casa com a princesa Gisla (Morgane Polanski), mas a união não é consumada, pois a princesa o odeia. Pouco depois, informado que alguns vikings que permaneceram com ele em Paris estariam inconformados com seu acordo com o imperador, Rollo visita o acampamento e ordena o massacre de todos com fins de provar sua lealdade ao imperador franco.

Bjorn se instala numa cabana no meio do deserto gelado no inverno escandinavo. Eventualmente, ele tenta caçar um urso, mas é surpreendido pela fera, e a mata com as próprias mãos. Enquanto isso, em Kattegat, Helga (Maude Hirst) ajuda Floki à escapar. Ragnar a confronta, e ela assume o que fez. Ele apenas diz que entende seus motivos. Ubbe (Luke Shanahan) lidera as buscas de Floki, e o encontra mergulhado num rio. Levado de volta, Floki é humilhado e submetido à tortura por gota chinesa. Depois que Helga é surpreendida por Ragnar enterrando a filha morta, ela vai ajudar Floki à amenizar seu sofrimento, mas não conta o que houve.

Em Wessex, o rei Ecbert (Linus Roache) propõe o resgate da princesa Kwenthrith (Amy Bailey) e de seu filho bastardo com Ragnar das mãos de seus opositores em Mercia. Aethelwulf (Moe Dunford) lidera a comitiva, e é bem sucedido. Enquanto isso, Ecbert e Judith (Jennie Jacques) se tornam amantes quando ele lhe confere vário liberdades, como terminar o trabalho de Athelstan com as escrituras sagradas.

Depois de uma visão com Athelstan, na qual este lhe pede para ser misericordioso, Ragnar toma uma decisão em relação à Floki. Na caverna, Helga finalmente conta ao marido a morte precoce da filha. Flori entra em desespero, e Ragnar aparece com um machado e finalmente o liberta. Enquanto isso, em Hedeby, pressionado por Erlendur, Kalf contata um berseker para assassinar Bjorn ao descobrir que ele está em viagem exploratória longe de casa.

Em Wessex, Ecbert também tem uma visão com Athelstan. Quando Aethelwulf volta de Mercia com a princesa Kwenthrith e seu filho Magnus, ele confronta Judith sobre seu caso com o pai, e depois vai se deitar com Kwenthrith.

Transtornado com os últimos acontecimentos, Floki visita o vidente, o qual informa que o esperou por vários séculos. Ele então lambe a mão de Floki, ao invés de fazê-lo lamber a sua. Enquanto isso, Aslaug não concorda com a forma como Ragnar educou os filhos mais velhos, e pede à Floki para ensinar Ivar (James Quinn Markey) tudo o que sabe sobre os deuses para que ele também odeie os cristãos. Paralelamente, Ragnar fica intrigado com a nova escrava comprada por Aslaug, a chinesa Yidu (Dianne Doan), e a deixa viver em sua cabana secreta, onde ela lhe oferece ópio

Na natureza selvagem, Bjorn encontra o berseker (Robert Follin) enviado por Kalf. Os dois lutam, e Bjorn consegue aprisiona-lo, estripando-o depois de tentar descobrir quem o enviou. Sem êxito, ele toma seu anel, sem saber que pertencia ao rei Horik, e que foi entregue por Erlendur ao berseker antes deste ir atrás de Bjorn. Ao voltar para Hedeby, Bjorn deixa Kalf e Erlendur surpresos por ainda estar vivo, e informa que quer levar Torvi (Georgia Hirst), esposa de Erlendur, para Kattegat. Torvi aceita ir com ele, mas Erlendur a proíbe de levar com ela o filho que teve com Borg (Thorbjørn Harr). Eventualmente, Torvi conta à Bjorn que o anel que ele tirou do berseker pertence à Erlendur.

Com a chegada de um frota de navios vikings liderados por Harald Finehair (Peter Franzén), o qual está ansioso para ir à nova viagem de Ragnar à Paris, Bjorn e o pai especulam se podem confiar nele. Viciado no ópio fornecido por Yidu, Ragnar está completamente desconectado de tudo o que se passa em Kattegat e confidencia com a escrava vários de seus segredos, inclusive a perda do assentamento de terra em Wessex. Enquanto isso, em Hedeby, Lagertha revela à Kalf estar grávida, ao que ele à pede em casamento. No dia da cerimônia, no entanto, ela cumpre a promessa feita logo depois da vitória viking em Paris, e o mata, reassumindo sua posição de líder local.

Quando Halfdan The Black (Jasper Pääkkönen), irmão de Harald, chega à Kattegat, Ragnar finalmente anuncia nova viagem à Paris, e entrega os braceletes de passagem aos filhos Ubbe e Hvitserk para que também façam parte da campanha. Aslaug o censura, mas Ragnar a lembra que os meninos estarão mais seguros com ele do que com ela considerando o ocorrido na sua última viagem, quando os dois quase morreram afogados se não tivessem sido salvos por Siggy (Jessalyn Gilsig). Antes de seguir viagem, Ragnar visita o vidente para saber como ele vai morrer, e mais uma vez ele lhe diz que vai ser no dia em que “o cego vê-lo”.

Veja Também!  Ficha Técnica | Zoe e Raven - 1ª Temporada (Original Netflix)

Uma tempestade atinge os navios vikings, os quais perdem rumo, mas as embarcações de Ragnar, Lagertha e Harald chegam ao reino de Francia, onde o grupo monta acampamento. Harald e Halfdan fazem prisioneiros francos e os queimam vivos. Quando as demais embarcações da frota viking desviada pela tempestade chegam, Ragnar comanda a invasão à Paris. Na entrada pelo rio Sena, no entanto, eles são surpreendidos por soldados francos liderados por Rollo em guarda ao alto de duas torres em cada lado do rio.

Enquanto os navios vikings se aproximam sob ataque de flechas dos francos que encontram ao alto das duas torres, um grupamento liderado por Lagertha investe num ataque terrestre à uma das torres. O comando de Rollo na defesa de Paris contra os vikings, no entanto, é imbatível. Ele impede a aproximação das frotas vikings ao ordenar a suspensão de uma corrente interconectada entre uma torre e outra, bloqueando a passagem pelo Sena, virando alguns navios vikings, bem como consegue fazer recuar o ataque terrestre liderado por Lagertha. Várias embarcações vikings são incendiadas por ataque de flechas, e enquanto Harald e Halfdan são salvos por Bjorn, Ragnar resgata Floki antes de baterem em retirada.

Com Ragnar e a grande maioria dos homens de Kattegat longe em Paris, Harbard (Kevin Durand) retorna para surpresa e alegria de Aslaug. Sigurd (Elijah O’Sullivan), no entanto, observa o forasteiro com desconfiança, e o vê beijar Aslaug. Depois de segui-lo, ele o vê fazer sexo com as mulheres da vila em suas casas. Enquanto isso, em Wessex, Ecbert parte para Mercia no intuito de recuperar o trono da princesa Kwenthrith. Lá, porém, ele encontra o príncipe Wigstan (Declan Conlon), que o informa que Mercia jamais aceitará Kwenthrith como rainha. Ele então lhe mostra a coroa de seus antepassados, e lhe oferece o trono e o apoio dos nobres de Mercia.

Em Francia, de volta ao acampamento viking, Ragnar e seus homens encontram tudo destruído pelos francos. Floki encontra Helga bastante ferida, e fica transtornado. Ele então tem uma visão de Harbard fazendo sexo com Aslaug, enquanto Ragnar continua seu vício com ópio e é pressionado por todos à elaborar um novo plano de ataque.

A liderança de Ragnar é questionada, até que ele revela um novo plano: atravessar os navios via terrestre para o outro lado do rio e tentar novo ataque com a ajuda das criações de Floki. Quando pressiona Yidu para que ela lhe forneça mais ópio, e ela recusa ameaçando revelar seu segredo sobre a destruição do assentamento de terra em Wessex, Ragnar a mata num acesso de fúria. Ubbe e Hvitserk testemunham o assassinato da escrava pelo pai, que fica transtornado.

Em Paris, Gisla, que passou à aceitar Rollo como marido depois de ver seus esforços ao aprender a língua dos francos e à proteger a cidade do ataque viking, revela ao imperador sua gravidez. Ao mesmo tempo, Conde Odo é desmascarado diante do imperador com o plano de tomar seu lugar. Executado, Odo é substituído por Rollo como a Mão de Ferro do reino de Francia.

Em Wessex, furiosa com a traição de Ecbert, que retornou de sua missão em Mercia como soberano de seu reino, Kwenthrith tenta fugir com a ajuda de Judith, mas é recapturada. Mais tarde, ao tentar matar Ecbert durante a noite, Kwenthrith é surpreendida por Judith, que a esfaqueia. Magnus, no entanto, é poupado por Ecbert por seu filho de Ragnar, o qual pretende usar como barganha num eventual novo ataque viking.

Enquanto os vikings fazem a travessia terrestre de sua frota para o outro lado do rio, Harald e Halfdan executam uma família de fazendeiros e Lagertha sofre um aborto e é confortada por Ragnar. Quando os vikings finalmente atravessam o outro lado do rio, Erlendur pressiona Torvi para matar Bjorn, chantageando-a com o filho que ficou em Hederby, mas ela se volta contra ele. Quando Bjorn descobre que o pai estava bem apenas por causa do ópio, e que agora ele sofre de abstinência, ele lhe diz que os vikings não podem tomar Paris sem ele. Ragnar, no entanto, informa que não se importa com Paris, e que quer apenas matar Rollo.

Em Kattegat, Harbard continua à seduzir as mulheres da vila sem que Aslaug o saiba. Quando Sigurd encontra a pequena Siggy morta, afogada no rio, e conta à Aslaug, esta pouco se importa com a filha de Bjorn, dando de ombros, enquanto Ivar ri. Eventualmente, Sigurd mostra à Aslaug Harbard fazendo sexo com as mulheres da vila, e Aslaug o confronta. Ele então vai embora, e ela cai em tristeza profunda.
Enquanto isso, em Wessex, Ecbert é coroado rei de Mercia, e o rei Aelle (Ivan Kaye) não fica nada contente quando ele lhe diz que os dois agora não estão mais em pé de igualdade, já que é agora rei de Wessex e de Mercia.

Os vikings se aproximam de Paris, mas são recepcionados por embarcações francas lideradas por Rollo. A batalha é intensa, e os vikings massacram a primeira leva de francos. Rollo lidera pessoalmente a segunda frota, e várias baixas acontecem do lado viking. Ragnar e Rollo finalmente começam à lutar, e os francos começam a crescer em vantagem. Ao ordenar retirada, Ragnar pretende ficar e lutar com Rollo até a morte, mas é levado à força por seus homens ao navio viking que escapa.

Muitos anos se passam, e Ragnar desapareceu de Kattegat desde que os vikings voltaram derrotados de sua segunda incursão à Paris. Thorhall (Adam McNamara) chega com noticias à Aslaug e à Bjorn de que os assentamentos de terra vikings em Wessex foram destruídos pouco depois da partida da frota de Ragnar, e que alguns fazendeiros conseguiram escapar para contar o que aconteceu. Bjorn confronta Floki, que confirma a história, e os dois fazem planos para viajar pelo Mediterrâneo.

Pouco depois, Bjorn vai encontrar os irmãos, agora adultos. Ubbe (Jordan Patrick Smith), Hvitserk (Marco Ilsø), Sigurd (David Lindström) e Ivar (Alex Høgh Andersen) são informados por Bjorn sobre a omissão de Ragnar acerca do assentamento viking em Wessex, e todos condenam a atitude do pai, exceto Ivar, que acredita que uma retaliação seria perda de tempo. Mais tarde, Ragnar retorna para Kattegat, onde é cercado pelo povoado. Seus filhos se aproximam para vê-lo, e ele os desafia à mata-lo para que assumam seu trono.

Com muito mais conspirações, alianças e traições, Vikings segue como uma das melhores séries épicas do momento, e encerra a primeira metade da temporada com terreno preparado para a queda definitiva de Ragnar e a manutenção da reputação viking com a ascensão de seus filhos, os quais provavelmente darão continuidade às suas viagens exploratórias pela Europa, e certamente promoverão uma série de retaliações contra os francos e os saxões.

Veja Também!  Ficha Técnica | Zoe e Raven - 2ª Temporada (Original Netflix)

Parte 2

Depois de vários anos desaparecido de Kattegat após a humilhante derrota na batalha contra o exército franco liderado por Rollo (Clive Standen) na última incursão à Paris, Ragnar (Travis Fimmel) retorna e desafia os filhos à uma luta até a morte pela conquista do trono. Nesse cenário, Ubbe (Jordan Patrick Smith), seu primogênito com Aslaug (Alyssa Sutherland), dá um passo à frente, e os dois se abraçam. Bjorn (Alexander Ludwig) se junta aos irmãos, e Ragnar os convida para mais uma nova incursão à Inglaterra no intuito de vingarem-se do massacre do assentamento de terra viking.

Contudo, seus filhos tem outros planos. Bjorn pretende explorar o Mediterrâneo juntamente com Hvitserk (Marco Ilsø), Floki (Gustaf Skarsgård) e outros vikings liderados pelos irmãos Harald Finehair (Peter Franzén) e Halfdan The Black (Jasper Pääkkönen), ao passo em que Ubbe (Jordan Patrick Smith) e Sigurd (David Lindström) decidem ficar em Kattegat para proteger a mãe e a cidade, que se tornou importante rota de comércio.

Na busca por aliados em sua viagem à Inglaterra, Ragnar visita Floki, com o qual tem um fraternal momento de reconciliação finalizado com a declaração de amor de ambos um pelo outro, e também Lagertha (Katheryn Winnick), que à despeito de não esconder o fato de que ainda o ama, tem outros planos em mente ao passo em que fortalece seu exército em Hedeby com a ajuda de sua amante, Astrid (Josefin Asplund). Em sua viagem de volta, Ragnar tenta se enforcar numa árvore, mas é salvo por corvos que mastigam a corda. De volta à Kattegat, Ragnar encontra o filho mais novo, Ivar (Alex Høgh Andersen), o qual, sem pestanejar, aceita ir com o pai para a Inglaterra.

Ao tentar recrutar guerreiros vikings para sua viagem, Ragnar é humilhado ao ser apontado como um desertado pelos deuses por conta de seus últimos fracassos. Ele eventualmente descobre o tesouro enterrado por Haraldson (Gabriel Byrne) na primeira temporada, e suborna vários guerreiros vikings velhos e acabados à fazerem parte de sua nova incursão. Bjorn eventualmente revela ao pai seu plano de viajar para o Mediterrâneo atravessando o território de Francia, e que pretende tentar usar de diplomacia com Rollo. Nesse meio tempo, novas conspirações tomam forma quando, depois de conquistar Rogaland, Harald está próximo de se tornar rei, faltando apenas tomar Kattegat, enquanto Lagertha confronta Aslaug em sua visita de despedida à Bjorn apontando que esta jamais será rainha de Kattegat.

Depois de uma visão na qual o navio em que Ivar viaja com Ragnar é submetido à uma terrível tempestade, e que o filho acaba morrendo, Aslaug tenta impedi-lo de viajar com o pai, mas este a ignora. Depois de partirem, as embarcações que compõem a frota de Ragnar em sua incursão à Inglaterra são abatidas por uma tormenta, e o pouco que resta da tripulação mal consegue chegar à Wessex.

Muitos culpam Ragnar pelo infortúnio, enquanto o rei Ecbert (Linus Roache) é advertido por Aethelwulf (Moe Dunford) da chegada de vikings, e que eles devem se preparar. Ecbert, no entanto, lembra o filho que Ragnar é apenas um homem. No acampamento viking, Ragnar revela à Ivar seu plano de irem apenas os dois até o rei Ecbert, e depois de matarem todos os membros remanescentes da tripulação, pai e filho chegam aos domínios reais.

Enquanto isso, Bjorn chega ao reino de Francia, e sua frota é impedida de seguir viagem por navios francos. Levado até Rollo, Bjorn pede ao tio travessia livre, mas ele acaba sendo aprisionado juntamente com Hvitserk, Floki, Harald e Halfdan. Criticado por todos pela decisão de confiar em Rollo, Bjorn é levado à presença do tio, que concorda deixa-los passar por Francia se eles o levarem junto. Bjorn aceita a contraproposta de Rollo, mas logo depois de embarcarem, ele o submete à punição por keelhauling, culminando em seu quase afogamento.

Depois de aprisionar Ubbe e Sigurd em Hedeby e de invadir Kattegat com fins de tomar o trono, Lagertha e seu exército dominam a cidade, mas Aslaug aparece no meio da multidão com a espada do rei, e renuncia seu título de rainha pedindo ser poupada com fins de evitar uma retaliação da parte de seus filhos. Lagertha revela, no entanto, jamais tê-la perdoado, e a mata. Ao descobrirem o ocorrido, Ubbe e Sigurd retornam à Kattegat, onde Lagertha se autoproclamou rainha, e a confrontam. Porém, os dois são impedidos por seus guerreiros de se aproximarem dela.

Enquanto isso, em Wessex, Ragnar e Ivar são aprisionados e humilhados por Aethelwulf. Com a chegada de Ecbert, este promete poupar a vida de Ivar, e apresenta Ragnar à Magnus (Dean Ridge), seu suposto filho com a princesa Kwenthrith (Amy Bailey). Quando Ragnar revela jamais ter se deitado com Kwenthrith, e que portanto não pode ser o pai da criança, Ecbert ordena que Magnus seja expulso de seu reino. Por fim, Ecbert solta Ragnar da cela na qual foi colocado por Aethelwulf, e os dois falam de Athelstan (George Blagden), da existência ou não de divindades, até que finalmente Ragnar pede seja morto pelas mãos de Ecbert. Este revela ser incapaz de fazê-lo, mas concorda entrega-lo como prisioneiro ao rei Aelle (Ivan Kaye) quando Ragnar lhe promete que seus filhos o pouparão e buscarão vingança por sua morte apenas contra o reino de Northumbria.

Ivar joga xadrez com Alfred (Isaac O’Sullivan), e ambos são bem sucedidos em seus movimentos numa clara alusão às épicas batalhas históricas entre saxões e vikings que deverão liderar. Quando Ecbert arranja o navio saxão que deve levar o filho de Ragnar de volta à Kattegat, Ivar é obrigado à se despedir do pai. Ragnar explica ao filho que deverá morrer pelas mãos do rei Aelle, mas que ele e seus irmãos devem também liderar a vingança por sua morte contra o rei Ecbert.

Por fim, Ragnar diz à Ivar que ele é o mais capaz de sucedê-lo dentre seus irmãos no que diz respeito às conquistas vikings por conta de sua imprevisibilidade, e pede à ele que continue sendo impiedoso. Depois que Ivar parte, Ragnar é conduzido à carruagem que deve leva-lo à Northumbria. Antes, porém, ele entrega à Alfred o crucifixo que pertencia à Athelstan, e informa Ecbert que ao final o falecido amigo escolheu o deus dos cristãos.

No caminho em direção à Northumbria, Ragnar tem visões de seus dias como fazendeiro, como marido de Lagertha e pai de Bjorn (Nathan O’Toole) e Gyda (Ruby O’Leary), bem como de suas primeiras viagens exploratórias. Ele lembra da mensagem do vidente (John Kavanagh) sobre o dia de sua morte como sendo aquele em que “o cego irá enxerga-lo”, e quando o condutor da carruagem revela ser cego, mas que ainda assim pode vê-lo, Ragnar não tem mais duvidas de que seu dia chegou.

Veja Também!  Resenha | Criminal Minds (14ª Temporada)

Recebido por Aelle e seus soldados, Ragnar é submetido à inúmeras sessões de tortura. Ecbert viaja disfarçado de monge para assistir a execução de Ragnar. Ao vê-lo no meio da multidão, Ragnar profere frases enaltecendo os deuses nórdicos, refutando qualquer culpa pelas mortes dos cristãos em suas invasões, e apontando que irá esperar seus filhos em Valhala, onde ouvirá histórias de seus triunfos e conquistas contra seus inimigos. Finalmente, Aelle ordena a execução de Ragnar, e ele é atirado num poço repleto de cobras venenosas, que o mordem incessantemente.

De volta à Kattegat, Ivar descobre que Aslaug foi morta por Lagertha, a qual assumiu o trono. Esta antevê as consequências da morte de Ragnar, ao mesmo tempo em que Aethelwulf acredita que a vingança dos vikings não irá apenas recair sobre o rei Aelle. Diante da importância conquistada por Kattegat por conta de sua localização, Lagertha decide aumentar as defesas da cidade, e é desafiada por Ubbe e Ivar quanto à morte de Aslaug, mas ambos não tem a menor chance contra ela e são ameaçados por Astrid. Depois de consultar o vidente, Lagertha descobre que irá morrer pelas mãos de um dos filhos de Ragnar.

Enquanto isso, Bjorn, Rollo, Hvitserk, Floki, Harald e Halfdan chegam à Algeciras, na Espanha, território dominado pelos mouros. Eles invadem e pilham a cidade portuária com muita facilidade. Enquanto os irmãos Harald e Halfdan planejam acabar com os Lothbrok, Floki fica intrigado ao entrar numa mesquita e não encontrar símbolos religiosos, o que o faz impedir os vikings de matar os islâmicos que ali estão rezando fervorosamente, ao mesmo tempo em que Helga (Maude Hirst) se afeiçoa à uma órfã, Tanaruz (Sinead Gormally), e decide adota-la como filha.

Um misterioso homem vestido de preto e sem o olho direito aparece em Kattegat. Ele é a encarnação de Odin, pai de todos, e traz noticias da morte de Ragnar à todos os seus filhos, inclusive à Bjorn e Hvitserk que estão no Mediterrâneo. Eles ainda escutam a frase “como os porquinhos grunhirão quando souberem como o velho javali sofreu?” dita por Ragnar, e decidem reunir um exército para planejar a vingança por sua morte.

Em Kattegat, Ubbe e Ivar planejam matar Lagertha antes de qualquer investida contra a Inglaterra, mas são impedidos por Bjorn, que informa que os irmãos terão mata-lo antes se quiserem matar sua mãe. Uma armada viking liderada pelo chefe Jorgensen (Jack Nolan) chega à Kattegat para se unir aos filhos de Ragnar na luta contra os saxões. Em preparação para a batalha contra Aelle e Ecbert, Ivar pede ajuda à Floki, e este lhe constrói uma biga com a qual ele pode se locomover no campo de batalha, bem como liderar um exército.

Na medida em que a armada viking aumenta em Kattegat, Bjorn e Ivar argumentam sobre sua liderança. Helga decide fazer parte do exército, levando Tanaruz junto com ela, à despeito dos protestos de Floki. Harald e Halfdan, por sua vez, também fazem parte da armada que deve invadir a Inglaterra, mas subornam o mercenário Egil (Charlie Kelly) para ficar em Kattegat com fins de encontrar os pontos fracos na defesa da cidade e então conquista-la, derrotando Lagertha. Depois que Jorgensen se voluntaria como sacrifício para a vitória na grande batalha contra os reis Aelle e Ecbert, os vikings se preparam para zarpar.

Em Wessex, Aethelwulf confronta Ecbert sobre seu caso com Judith (Jennie Jacques) e o fato de obriga-lo a assumir o filho bastardo de Athelstan. Por fim, ele questiona seu amor de pai e sua habilidade como rei. Ecbert então ordena que o filho assuma a liderança na defesa contra os vikings. Enquanto isso, em Northumbria, a armada viking liderada por Bjorn desembarca e confronta o exército de Aelle, muito menor. Por fim, Aelle é derrotado, capturado, torturado e morto pelo método da águia de sangue.

Egil e seus homens atacam Kattegat, mas são derrotados. Capturado por Lagertha, Egil revela sob tortura ter sido pago por Harald para derrota-la. Enquanto isso, em Mercia, o exército pagão liderado por Bjorn avança em direção à Wessex com fins de capturar e matar o rei Ecbert. Paralelamente, Aethelwulf consegue reunir uma armada capaz de lutar contra os vikings em Repton, mas valendo-se de uma estratégia elaborada por Ivar, os vikings enganam os saxões com arqueiros escondidos na floresta e grupos que se movem de um lado à outro. Revoltado, Aethelwulf decide juntar suas tropas e ir em direção aos navios vikings com fins de destruí-los e forçar o confronto. Contudo, sendo esse o plano de Ivar, o exército saxão é cercado no vale antes de alcançar a frota viking. Movido por pânico e frustração com a derrota certa, Aethelwulf bate em retirada.

Derrotado, Aethelwulf ordena a evacuação da cidade real, mas Ecbert decide ficar. Uma rápida cerimônia de sucessão real acontece, e Aethelwulf é coroado rei de Wessex. Logo depois, Aethelwulf, Judith e Alfred partem de Wessex juntamente com todo o povoado, ficando para trás apenas Ecbert, o bispo Edmund (Philip O’Sullivan) e alguns guardas reais. Os vikings chegam e destroem tudo o que veem pela frente. No frenesi, Ecbert é capturado e Tanaruz se desespera e foge de Helga. Quando Helga consegue encontra-la, a menina a esfaqueia no abdome, e depois de suicida. Desolado com a perda de Ragnar e de Helga, Floki enterra a esposa e decide navegar pelo mundo.

Os filhos de Ragnar discutem o que fazer com Ecbert, e Ivar informa desejar mata-lo pelo método da águia de sangue. Ecbert sugere um novo acordo de assentamento de terra em East Anglia, com fins de honrar o desejo de Ragnar, e em troca pede escolher a forma como deve morrer. Os irmãos Lothbrok concordam, exceto Ivar e Sigurd, e ao final o acordo é selado sem que os vikings saibam que Ecbert não é mais rei, o que invalida o documento por ele assinado. Por fim, Ecbert se suicida em sua banheira romana.

Reunidos em festa com a vitória contra os saxões na vingança pela morte de Ragnar, Bjorn, Ivar, Ubbe, Hvitserk e Sigurd decidem o que fazer. Bjorn revela seu desejo de continuar suas viagens exploratórias pelo Mediterrâneo, ao passo em que Ivar propõe novas conquistas pela Inglaterra. Quando os irmãos discutem agressivamente, Sigurd ofende Ivar e debocha da sua incapacidade em satisfazer uma mulher na cama, ao que Ivar o mata com uma machadada no peito.

A temporada termina com a apresentação do bispo Heahmund (Jonathan Rhys Meyers). Ele preside um funeral em Sherborne, e depois aparece na cama da viúva, “confortando-a” pela perda.

Gostou? Deixa nos comentários!

Resumo por Kethillin Motta

 

 

 
Siga o Entreter-se também no Google Notícias, CLIQUE AQUI e em seguida aperte em "Seguir"   
 

ARTIGOS RELACIONADOS

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here